19 abr, 2021
por Daniel Geraldes
135
1217

Adeus, querido Ing. José María Pedroni

Adeus, querido Ing. José María Pedroni

Com profunda tristeza soubemos ontem da morte do Eng. José María Pedroni, e começamos a pensar na forma mais adequada de lembrar um grande homem, um homem cuja carreira ultrapassa os limites da mortalidade.

Tivemos a difícil tarefa de traduzir em palavras uma vida cheia de conquistas e esforços, de inúmeras contribuições para o campo do conhecimento e para o desenvolvimento do agronegócio.

Também a própria escrita desta breve nota impõe-nos a necessidade de um exercício de escrita retórica repleta de figuras poéticas, porque o Eng. Pedroni conseguiu encontrar poesia até na engenharia.

Ele nos deu frases e reflexões em cada e-mail. Por isso, gostaríamos de encerrar com uma frase do poeta portenha Eduardo Gonzales Lanuza de que gostava José María: “O homem é mortal porque se esquece” , mas se há algo certo é que o Eng. Pedroni e seus rastros não o farão ser esquecido.

Optamos por nos lembrar dele em suas próprias palavras. A seguir, contamos uma história de vida publicada em nossa edição de aniversário da A&G (novembro de 2020), pois os reconhecimentos são feitos em vida:

 “MEU PASSO ATRAVÉS DA REVISTA DE ÓLEOS E GORDURAS (A&G)”

Em agosto passado fiz 95 anos e 60 anos da empresa de Engenharia que fundei, hoje Ingeniería Bernoulli SA Nos anos 60 fui professor na Faculdade de Engenharia da Universidade de Buenos Aires, a cargo da cadeira de Instrumentação e Controle de Processos , disciplina que foi ministrada pela primeira vez na carreira de Engenharia Química da UBA. Lá ensinei até a intervenção da Universidade em meados de 1966. Foi um drama para mim que a dedicação que o ensino superior exige terminou assim. Mas o que não foi em vão, é que meus alunos me lembraram com carinho e anos depois, a revista “Aceites y Grasas” me deu a oportunidade de publicar um extenso artigo intitulado “Instrumentação e controle de processos”, A&G, N ° 100 (ano de 2015), onde fiz um breve resumo do que ensinei na UBA,

Naqueles anos resolvi fazer um pequeno manual de Engenharia Química resumindo as bases de cálculo dos equipamentos construídos por nossas empresas, que fui montando em poucos anos, com a ideia de publicá-lo. Isso iria demorar e, por isso, me ocorreu pedir ao Dr. Héctor Autino, diretor da revista Aceites y Grasas, a possibilidade de publicá-la em parcelas, uma nota por número, pareceu-lhe bem, e foi assim que apareceu o primeiro., “International System of Units”. Posteriormente, a cada dois meses, o Licenciado Rocío Spera, do elenco que faz o diagrama da revista, me enviou um e-mail exigindo a nota para o número em preparação, o que foi muito saudável, aliás, para criar uma obrigação, porque é assim que eles foram publicadas cerca de 25 notas de QI, sobre temas muito diversos, mas escritas a um nível teórico acessível com muitos exemplos numéricos, o que as tornava muito didáticas.

Quando a revista apareceu, Héctor pediu que o acompanhássemos nesse esforço e assim foi, sempre publicamos o anúncio de uma página na revista Aceites y Grasas e colaboramos com uma série de artigos técnicos, alguns extensos, como “Desodorização Teoria ”, O de controle automático, outro de secagem de biodiesel e participamos como expositores em todos os congressos organizados pela ASAGA, um que é difícil de esquecer, foi a indústria petrolífera internacional, muito grande mesmo, que se realizou em Rosário, onde apresentou Meu livro “Manual Técnico do Vácuo”, também participei, com o Eng Eduardo Gobbi, atual presidente de nossa empresa, como palestrantes em outros congressos e cursos da ASAGA e atualmente, nossas engenheiras Marta Fraguglia e Josefina Fogliatti continuam participando.

A partir da publicação desses artigos e notas sobre Engenharia Química, houve um contato permanente com o Gerente de Arte em Óleos e Gorduras, seu Designer Gráfico, Gabriel Ferreyra, a quem tive que recorrer várias vezes para localizar uma bibliografia e a quem estou satisfeito para parabenizar por sua excelente trabalho diagramando os textos e figuras que vos enviamos

E, por último, quero deixar uma reflexão: “O homem é mortal porque esquece”,   disse o poeta portenho Eduardo Gonzales Lanuza em um livro sobre a estética do verso, mas não quer desaparecer, quer deixar algo em sua passagem pela vida, até os povos primitivos deixaram as pinturas rupestres na ânsia de transcender, “ser é transcender”, disse Francisco Romero em seu livro sobre a filosofia dos valores, mas sem ser artista ou escritor, desde a meia idade, além de trabalhar para ganhar a vida, o resto Queremos também contribuir com nossa lenha para o fogo sagrado.

Tenho trabalhado intensamente e com paixão, mais de 60 anos na tecnologia e nos livros e artigos que escrevi, sem esperar nenhum reconhecimento, apenas para deixar algo para quem me acompanhava e para outros Além dos colaboradores, também pude alcançar os numerosos Leitores da revista “Aceites y Grasas”, o que não é pouca coisa e, por isso, quero dizer mais uma vez a Hector Autino, na qualidade de Diretor da publicação, bem como ao seu excelente equipe, muito obrigado.

Engenheiro José María Pedroni

Fonte: Aceites y Grasas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »
×

Olá, como posso te ajudar?

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp.

× Como posso te ajudar?