18 out, 2021
por Daniel Geraldes
144
1191

Caldeiras – Para uma produção de vapor segura, com qualidade e baixo custo

Fornecedores de caldeiras investem no desenvolvimento e aprimoramento destes equipamentos que são imprescindíveis para o funcionamento das indústrias.

Independente do segmento industrial, o uso das caldeiras é considerado o ‘coração’ de muitas linhas produtivas e nas graxarias elas são utilizadas nos digestores de vísceras, penas e sangue, por isso, ter uma solução que ofereça vapores com qualidade e segurança é imprescindível para que não haja impactos na produção, com possíveis paralizações e prejuízos.

Buscando novas tecnologias para a melhoria contínua das caldeiras, a Biocal Burntech aprimorou o seu sistema de queima evitando as inesperadas paradas e a extração de cinzas. “Oferecemos, há mais de três décadas, caldeiras de grelha reciprocante nas opções com grelha fixa e móvel para a queima de combustíveis das mais variadas características e umidades, tornando nossa caldeira um equipamento de alta performance”, afirma Marcos Roberto Doering, Diretor Comercial da Biocal Burntech, empresa que faz constantes melhorias em seu parque fabril com a aquisição de modernos softwares e equipamentos para produzir suas caldeiras e atender com excelência os clientes que buscam economizar em seus processos produtivos, alternando a fonte energética para combustíveis renováveis.

A partir das informações obtidas com os clientes, tais como, o combustível que ele irá queimar, a demanda de vapor, quanto deseja investir, a pressão desejada, dentre outras necessidades, a Secamaq indica o melhor tipo de caldeira. O Coordenador de Projetos da empresa, Matheus Batistta, explica que para os processos das graxarias são, basicamente, três opções de caldeiras para atender as demandas: caldeira grelha móvel para a queima de combustíveis sólidos picados e projetada para propiciar um melhor e mais uniforme escoamento de combustível, propiciando uma queima completa de sólidos e gases suspensos; caldeira grelha fixa, destinada para queima de lenha em toras e cavaco de madeira, considerada uma caldeira “flex”.

Sua tecnologia tem o objetivo de atender regiões onde o valor da biomassa sofre variações dependendo do período do ano, lembrando ainda que o combustível é uma das principais despesas da indústria e a caldeira com queimador para a queima de combustíveis fósseis é mais simples de instalação, porém para as graxarias não é a primeira opção devido o alto custo deste combustível. “Para que possamos atender os diferentes nichos do mercado há algumas particularidades em nossas caldeiras como, por exemplo, os três níveis de automação acessados presencialmente ou remotamente; tecnologia para atender as diferentes opções em biomassa (casca de arroz; semente de girassol; cavaco de madeira; lenha em toras; 100% serragem; briquete; casca de amendoim; bagaço de cana; raspa de pátio e sabugo de milho); durabilidade e robustez do equipamento garantidos em virtude do uso de matérias-primas com maior porcentagem de cromo; além disso, há a possibilidade de inclusão dos acessórios para obter ainda mais eficiência de combustão. Também contamos com uma engenharia de Aplicação e Desenvolvimento que reúne colaboradores experientes e mais novos com uma visão atualizada das tendências, trabalhando para criar soluções que visam reduzir custos, levando valor competitivo ao mercado por meio de equipamentos eficientes, robustos e de qualidade”, ressalta Matheus.

O Coordenador de Projetos da Secamaq comemora o momento atual, destacando as oportunidades de negócio. “Estamos com 52 projetos em andamento e 23 montagens em paralelo, porém o grande desafio vem sendo o aumento e escassez da matéria-prima e a demanda de profissionais capacitados, para isso, a solução em gestão de estoques e os constantes treinamentos vêm ganhando relevância em nossa estratégia.”

Representante exclusivo das caldeiras Secamaq, João Alberto Forster, Diretor Comercial da JAF Representações, diz que uma importante característica da marca que representa é a facilidade em adaptar, com eficiência e segurança, qualquer necessidade do cliente. “As caldeiras são fabricadas seguindo os mais rigorosos procedimentos, utilizamos materiais normalizados e certificados, alta tecnologia e elevado nível de automação.

Além disso, temos um sistema exclusivo de acompanhamento da fabricação, cada cliente pode em tempo real acompanhar a fabricação de sua caldeira. Atualmente, as caldeiras mais vendidas para o setor de reciclagem animal são as mistas flamotubular com sistema de grelha tipo móvel para a queima de cavaco e materiais triturados. Estamos em constante aprimoramento e melhorias dos nossos projetos atuais e as mais relevantes mudanças estão relacionadas às questões de automação onde conseguimos excelentes resultados. Estamos sempre investimento em pessoas, processos de fabricação e melhorias. Somos referência em caldeiras com alta eficiência e o nosso pós-venda é reconhecido por todos. Entendemos a real importância que uma caldeira exerce em qualquer indústria!”, reforça João.


Automatização dos sistemas

O Engenheiro e Diretor da Casa da Caldeira, Luiz Gustavo L. Cordeiro reafirma que atualmente se faz necessário investir na automatização do sistema de alimentação de combustível das caldeiras, bem como utilizar dispositivos que eliminem a necessidade de limpezas periódicas dos tubos. “Para as graxarias, nossas caldeiras Eit oferecem um modelo próprio que reduz a exposição dos operadores devido as automações na alimentação de combustível e na limpeza de tubos, há ainda o controle preciso da combustão por meio de sensores de pressão, temperatura de fornalha e alimentação de água contínua, utilizando transmissor de nível diferencial e inversor de frequência nas bombas de alimentação de água.”

De olho nas demandas de um setor que se mostra aquecido, a EIT Caldeiraria se preparou com um investimento estimado em 6 milhões de reais, utilizados em treinamentos, na qualificação de mão de obra, na ampliação da sua área construída, adquiriu placas fotovoltaicas, equipamentos e com estoque de matéria-prima para atender os clientes com agilidade.


Ganhos ambientais e redução nos custos

Com projetos de zero emissão fóssil, as caldeiras da Incal são mistas e utilizam biomassa de origem vegetal. A empresa, seguindo a tendência de mercado objetivando uma nova modalidade de fornecimento de vapor ambientalmente correto, desenvolveu um modelo de caldeira oferecendo aos clientes redução de custos sem investimentos, ficando sob sua total responsabilidade a instalação das novas caldeiras projetadas para queima de biomassa, manutenções, operação e tudo mais que se fizer necessário para a geração do vapor. “O diferencial está na seleção de biomassa ecologicamente correta, derivada de fontes renováveis, não utilizando os combustíveis fósseis (mais poluentes), proporcionando ganhos ambientais e em média uma redução de custos de 20%. Entendemos que atualmente em nosso país as empresas precisam ser mais eficientes em defender seu “core business”, agindo de maneira estratégica e inovadora pois o mercado está mudando e, somente as empresas que apresentarem diferenciais, mesmo que mínimos, serão as que se manterão fortes e saudáveis a curto, médio e, principalmente, a longo prazo”, analisa o Diretor Administrativo da Incal, Alexandre Scarfi.

Ainda para 2021 a Incal projeta um crescimento expressivo, resultado de um trabalho de anos, em que a equipe de vendas esteve presente e preparada para gerar novas oportunidades de negócios, transformando-as em satisfação de seus clientes. “Desejamos continuar sendo uma referência no mercado quando o assunto for geração de vapor, produzindo caldeiras eficientes e ambientalmente corretas. Acompanhando a tendência do mercado, nossos clientes terão mais fôlego para se dedicarem aos seus processos produtivos com eficiência. Nosso objetivo se resume em reduzir os custos, maximizar os lucros de forma eficiente, inteligente e permanente”, declara Alexandre.


Caldeiras produzidas a partir de processos certificados

“As graxarias, assim como outros setores da indústria, em busca de mais eficiência e redução de custos na operação estão optando por caldeiras compactas a lenha. A lenha hoje ainda é o combustível mais barato e viável no Brasil, mas é preciso ficar atento, pois existem muitos fabricantes não certificados”, alerta Eder Douglas de Morais Filho, Diretor Comercial da Steammaster, que fabrica caldeiras que utilizam óleo, gás e biomassa, desde as pequenas de 500kg de vapor/h até de 100 toneladas de vapor/h. Recentemente, a empresa desenvolveu nova grelha para lenha e cavaco com limpeza automática. “Antes havia a necessidade de roscas ou sistemas de redler, que apesar de funcionarem bem, exigiam mais manutenção por trabalharem com movimento. A nova grelha Steammaster com limpeza automática retira todas as cinzas de dentro da fornalha, sem a necessidade de redler ou roscas. Estamos muitos satisfeitos com os resultados dos clientes que já instalaram a solução”, conta Eder.

O Executivo da Steammaster explica que a empresa tem certificação ASME de qualidade, o que significa que é auditada por inspetores dos EUA a cada 3 anos. Uma auditora que avalia todos os processos de cálculo, desenho, soldagem, qualificação de soldadores, armazenamento de consumíveis e materiais, garantindo que as caldeiras sejam fabricadas conforme as normas e sejam seguras. Além disso, lembra Eder, são oferecidas caldeiras compactas a lenha com alimentação e extração de cinzas automática, o que ajuda na operação do dia a dia, reduzindo custos e facilitando a rotina do operador.

Com vários investimentos programados ainda para este ano, alguns já realizados como a reforma do parque fabril que conta com 40 mil m² de área exclusiva para fabricação de caldeiras, a Steammaster está modernizando todo sistema de sinalização, instalando uma usina de geração de energia solar e realocando as máquinas para um design de fabricação mais ágil e de menor custo. Além disso, a expectativa é aumentar o nível de automação da fabricação nos próximos dois anos, usando ainda mais da robotização na linha de montagem. “No começo do ano estávamos incertos quanto às metas devido o prolongamento da pandemia que ainda se arrasta, mas os resultados surpreenderam e estamos tendo um bom ano com vendas para clientes grandes e importantes. A expectativa é ultrapassar o faturamento do ano passado em mais de 50% e já estamos próximos de atingir este objetivo”, comemora o Diretor da Steammaster.

Fonte: Revista Graxaria – Reciclagem Animal.
Proibido a reprodução parcial e/ou total sem autorização da Editora Stilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »
×

Olá, como posso te ajudar?

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp.

× Como posso te ajudar?