16 mar, 2017
por admin
141
1953

Investir na nutrição de qualidade reduz custo da produção animal, diz especialista

A mistura seca é fundamental para um produto final com qualidade quando se utiliza óleo vegetal ou animal, sugere-se então programar ao menos 1/3 da mistura total para mistura seca.

Lorem ipsum

Investir para garantir uma nutrição de qualidade aos animais ajuda os criadores a colocarem menos a mão no bolso durante a criação de animais. Estar atento às adequações ideais e buscar novidades e melhorias no processo de preparo de uma ração pode alavancar o desempenho de aves, suínos e bovinos, o que no final das contas pode mexer no balanço final da produção animal.

De acordo com coordenador de qualidade, Alesandro José Pereira, quando a alimentação do animal não está adequada o desempenho em campo passa a não ser uniforme, e consequentemente aumenta a possibilidade de elevar o custo final da produção. “Mesmo que 70% do custo de produção animal estejam concentrados na alimentação animal, o investimento pode reduzir consideravelmente os gastos para a criação de um animal”, diz.

Segundo o coordenador, são inúmeros os fatores que podem interferir na qualidade da mistura. “Dentre todos, a integridade do misturador, sequência de adição de matérias primas, o processo de mistura seca e úmida e o tempo de mistura são aspectos que devem ser prioridade na hora da checagem da qualidade do processo”, comenta.

Para ele, um teste de mistura para ser completo e bem realizado depende de vários fatores que isolados ou somados devem ser avaliados periodicamente. “Após essas verificações podem ser realizados os testes de mistura utilizando-se marcadores como Microtracer ou Manganês, sempre contemplando 10 amostras representativas do equipamento, e que segundo a Instrução Normativa 14 de 2016 do MAPA não pode ter Coeficiente de Variação superior a 5%. Vale ressaltar, ainda, que o procedimento de verificação deve ser realizado periodicamente ou sempre que houver qualquer ajuste no processo ou equipamento”, alerta Alesandro.

Como realizar as verificações essenciais

Deve-se avaliar o misturador quanto a vazamentos, integridade das helicoides, pás e/ou desgastes internos, pois esses fatores interferem diretamente na qualidade da mistura fornecendo resultados falsos, comprometendo todo o processo.

Com relação ao sequenciamento de adição, os itens com menor inclusão na fórmula não podem ser os primeiros a ser incluídos no misturador, sendo preferencialmente adicionados sempre entre as matérias primas macro ou quando necessária a adição no final, observando sempre o sentido de rotação das helicoides/pás.

A mistura seca é fundamental para um produto final com qualidade quando se utiliza óleo vegetal ou animal, sugere-se então programar ao menos 1/3 da mistura total para mistura seca, assim os micros ingredientes já se incorporam no produto facilitando a mistura após a adição do óleo.

Por fim, um tempo de mistura bem ajustado além de fornecer um produto de qualidade gera eficiência de produção, por isso se faz necessário um controle efetivo com uso de dispositivo que libere o produto automaticamente após a mistura ou um cronômetro, para que o tempo seja realmente obedecido, pois pequenas variações de tempo podem alterar significativamente uma mistura.

Colunistas

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »
×

Olá, como posso te ajudar?

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp.

× Como posso te ajudar?