13 jun, 2017
por Daniel Geraldes
141
1617

Quem sobreviveu a 2016 ?

Estamos nos encaminhando para finalizar o ano de 2016, um período que poderíamos classificar como “complicado”, devido as circunstâncias econômicas e políticas vividas nesse ano. Complicado porque as ações de vendas e administrativas, tiveram que ser muito bem estudadas, avaliadas e modificadas, em função do alto risco, proporcionado por um mercado muito volátil, onde até os mais gabaritados especialistas se perderam em previsões de mercado, tanto de Comodities agrícolas, como demais atividades econômicas.

Dentro do campo de vendas, houve aqueles que sucumbiram, outros estão na corda bamba e podemos assegurar que os que estavam organizados, estão sobrevivendo, alguns inclusive, aproveitaram muito bem essa fase de turbulência e de forma organizada e planejada, aumentaram consideravelmente suas vendas e seus resultados de lucratividade e rentabilidade e a pergunta surge: O que esse ou aquele fez de diferente que cresceu nessa fase? Ou ainda, o que esse ou aquele fez de errado que saiu da atividade?

Se analisarmos as vendas dessas empresas que sucumbiram, ou que desapareceram, ou ainda aquelas que estão na corda bamba, muito provável que conseguiremos visualizar falhas como: Vendas para clientes problema (clientes mal pagadores), vendas sem margem de lucro, ou com lucro muito pequeno (desespero em vender), necessidades de vendas fazendo as empresas abaixarem padrões de qualidade, para poder baratear produtos e continuar vendendo, vendedores forçando vendas para poder manter metas, falta de análise de metas, adequando-as a nova realidade, entre outros motivos prováveis.

O que é fato, que as vendas necessitam ser reinventadas, o sucesso do passado não nos garante no presente e muito menos no futuro, portanto temos que nos reinventar, achar formas de driblar crises, de conseguir sobreviver a um mercado mais exigente, menos comprador, mais inadimplente e menos promissor.

Lembrando que esse mercado, também está oferecendo novas oportunidades, pois se temos inúmeras empresas quebrando, outras reduzindo seu portfólio, outras reduzindo praças, outras encolhendo no geral, muitas piorando produtos, enfim, em épocas de crise, também se torna oportunidade de ocupar espaços deixados por quem está em dificuldade.

Mas e os profissionais de vendas, também estão saindo do mercado? Com certeza, pois assim como as empresas, aqueles que não se estruturaram, que não se organizaram, também estão entrando na esteira da degola, muitos vendedores e representantes comerciais, sairão da atividade, pois com as novas realidades, quem não for profissional, não vai suportar a mudança, principalmente aqueles chamados “picaretas”, que na verdade é uma palavra feia, mas que em muitos casos ainda cabe a denominação, pois o que poderemos falar de vendedores que: falam mal da concorrência, empurram produtos nos clientes, mentem ao cliente, prometem o que não  podem entregar, que não estão preocupados com os clientes e preocupados com a empresa para a qual trabalham. Esse tipo de pessoa, não tem mais espaço, acabou a possibilidade de sobreviver em um mercado estritamente competitivo, com os defeitos que citamos acima, estamos em outra etapa de vendas, não tem mais espaço para vendedores despreparados, passamos a dar grandes oportunidades para pessoas bem preparadas, profissionais éticos, honestos, corretos, leais, fiéis, responsáveis, francos, etc. Essas pessoas, não enxergam crises ou dificuldades, mesmo agora, estão sorrindo a toa, felizes, vendendo muito, com boas margens de lucro, não tomaram conhecimento de nenhuma crise, sequer sentiram quedas de vendas.

O que essas empresas ou pessoas que atravessaram as crises sem sentir, fazem de diferente? Procure você as respostas, veja quem são, o que fazem, como fazem, onde conseguiram se diferenciar, aprenda com eles, use seus exemplos, saia de sua zona de conforto, busque fazer igual, porque não fazer igual, ou até melhor?

Que possamos planejar um 2017 diferente, com planejamento estratégico adequado ao mercado e as possibilidades de nossa empresa, com metas possíveis, com organização, para que possamos buscar nossos espaços em um mercado a cada dia mais competitivo, mais exigente e menor, pois a cada dia temos mais concorrência, mais inovação e menos mercado.

Sucesso a todos!

Colunistas

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »
×

Olá, como posso te ajudar?

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp.

× Como posso te ajudar?