17 set, 2019
por Daniel Geraldes
144
973

Terminologia na Extrusão

Cada fabricante de extrusora tem seus próprios nomes / termos especiais para suas peças. Às vezes, a terminologia é confusa e difícil de entender. Os termos a seguir são mais comumente usados no processo de extrusão:

– Matéria-prima – o material, mistura ou formula a ser processada em uma extrusora.

– Pré-condicionador – um conjunto que ajusta o teor de umidade e a temperatura dos ingredientes e pode parcialmente ou completamente cozinhá-los antes de entrar na extrusora.

– Roscas – responsáveis pelo transporte de produto no canhão da extrusora.

– Flight (Helicoide)- a superfície de transporte helicoidal da rosca que empurra o produto para frente.

– Pitch (Passo) – o ângulo do flight, relativo ao eixo da raiz.

– Root (Diâmetro primitivo)– parte sólida ou parte do eixo da rosca, em torno do qual o flight é enrolado.

– Worm (entalhado) – um elemento da rosca segmentada de núcleo oco que desliza sobre o eixo em uma rosca modular (roscas com vários perfis e ações podem ser montados selecionando seções apropriadas).

– Shearlock, steamlock –  Bloqueio de cisalhamento, trava de vapor, anel de cisalhamento, anel-barragem – um dispositivo semelhante a um anel que trava seções de parafuso individuais em um parafuso modular (folgas apertadas induzem cisalhamento e reduzem o retorno de vapor nas seções mais frias do cilindro).

– Roscas de núcleo oco – Roscas ou eixos maciços podem ser perfurados para circular líquidos de aquecimento ou resfriamento, fornecendo assim uma área de superfície de transferência de calor extra.

– Shear (Cisalhamento) – uma ação de mistura e trabalho que homogeneiza e aquece o produto transportado.

– Cut-flight (Rosca interrompida – ou de corte transversal) – uma rosca com seções de corte no helicoide, são inseridos na configuração do canhão para induzir cisalhamento no produto.

– Barrel (Canhão) – um tubo como retentor no qual as roscasda da extrusora giram.

– Cabeças/ módulos/jaquetas de Resfriamento / aquecimento – uma luva oca em torno do cabeçal para circulação de água de resfriamento, ou vapor, ou outro meio de aquecimento como óleo quente (em alguns locais, o aquecimento elétrico direto no canhão pode ser desejável).

– Vent (Ventilação) – uma abertura antes da placa da matriz no tambor da extrusora que permite a remoção de pressão e vapor dos produtos.

– Seção canhão/ cabeçal – uma seção do canhão que é construída em segmentos e pode conter sua própria luva de resfriamento / aquecimento (os segmentos podem conter canais ou em espiral, e muitas vezes são do mesmo comprimento que as roscas. Na prática, diferentes tipos de  seções podem ser montadas para melhorar os efeitos do segmento ou cabeça.

– Luvas (Revestimento das cabeças) – uma manga removível dentro do canhão.

– Relação L / D (comprimento por diâmetro) – distância da borda traseira interna até a extremidade de descarga do canhão, dividida pelo diâmetro do furo (as relações L / D da extrusora para alimentos variam de 1: 1 a 25: 1.)

– C.R. (Relação de compressão) – volume do helicoide completo da rosca na abertura de alimentação, dividido pelo volume do último helicoide completo antes da descarga (os intervalos típicos de C. R. são de 1: 1 a 5: 1).

– Matriz – Montagem final para formatação do produto na saída da extrusora (furos de molde podem ser perfurados diretamente na placa ou a placa pode ser usinada para segurar insertos de matriz que tenham projetos complexos para formatar o produto e podem ser feitos de disco rígido usando material especifico.)

– Kible/Pellet – partícula discreta que é formatada e cortada por uma extrusora, independentemente da forma, produto final.

– Collet – uma palavra com muitos significados – na extrusão de sementes oleaginosas, são as peças grosseiras feitas quando a extrusão de oleaginosas aumenta suas características de extração de solvente.

– Pescoço da matriz – a seção de comprimento constante de uma matriz através da qual o produto passa (pescoços mais longos proporcionam pressões de contra-pressão maiores no produto).

– Cortador/facas – conjunto que corta o produto extrusado em pedaços de comprimento desejado para atender as especificações.

Tipos de extrusoras

Na indústria de alimentos da atualidade, o termo “extrusora” normalmente significa uma máquina com características de roscas arquimedianas (isto é, uma rosca de saída rotativa que se ajusta bem o suficiente em um cilindro para transportar um fluido) que processa continuamente um produto. As extrusoras podem ser projetadas para incluir várias operações de moagem, mistura, homogeneização, cozimento, resfriamento, modelagem, corte e enchimento. Nem todas as extrusoras são do tipo de texturização de cozimento. Existem vários tipos diferentes de extrusoras disponíveis no mercado. Alguns exemplos incluem extrusoras secas, extrusoras helicoidais com roscas cortadas, extrusoras de roscas simples e extrusoras de rosca dupla.

As extrusoras de rosca simples estão disponíveis em vários tamanhos e formas, e suas configurações de rosca, canhão e matriz geralmente podem variar de acordo com as especificações de um determinado produto (Harper, 1978).

Fonte: Revista Pet Food – publicação exclusiva e proibida reprodução parcial ou total sem autorização da Editora Stilo

Colunistas

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »
×

Olá, como posso te ajudar?

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp.

× Como posso te ajudar?