4 out, 2019
por Daniel Geraldes
93
537

Exportação de carnes sofre queda em setembro

Proteína bovina e de frango tem queda em comparação com ano anterior.

De acordo com os dados analisados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, no dia 1, as exportações de carne bovina e de frango in natura em setembro deste ano foram menores do que em agosto e setembro de 2018, com recuo da receita para ambas as proteínas.

Com queda de 17,86%, os embarques de carne bovina in natura somaram apenas 123,7 mil toneladas, recuando cerca de 2,14% ao mês agosto deste ano. A receita com vendas do mês totalizou US$ 525,4 milhões, sinalizando um recuo anual de 11,82% e queda mensal de 0,55%.

No caso da carne de frango, o País exportou 298,6 mil toneladas da proteína em setembro, 0,67% a menos do que as 300,6 mil toneladas de agosto deste ano e 10,92% a menos do que as 335,2 mil toneladas de setembro de 2018. A receita obtida com o produto foi de US$ 489,3 milhões, um recuo de 2,24% comparado ao mês de agosto e com o mesmo período do ano anterior, a queda foi de 5,25%.

Já para a carne suína in natura, proteína com números ascendentes, o Brasil embarcou 49,8 mil toneladas em setembro, 13,18% a mais do que em agosto de 2019 e 3,53% a mais do que em setembro de 2018. A receita com exportações no mês foi de US$ 114,8 milhões, alta expressiva de 17,14% a agosto deste ano, e avanço ainda maior – de 36,83% – na comparação com setembro do ano passado.

Porém, de acordo com a somativa do ano, as vendas externas de carne bovina somam 1,058 milhão de toneladas, 10,21% mais que as 960 mil toneladas embarcadas para o exterior nos nove primeiros meses de 2018 e a receita atinge US$ 4,140 bilhões, 2,08% acima dos US$ 4,056 bilhões de janeiro a setembro de 2018. No caso da carne suína, o volume acumulado é de 453,6 mil toneladas, alta de 14,51% ante as 396,1 mil embarcadas entre janeiro e setembro do ano passado, e sua receita nos nove meses chegou a US$ 1,294 bilhão, um aumento de 56,12%.

Já as exportações de frango, somam no ano 3,083 milhões de toneladas, 10,40% mais que as 2,793 milhões de toneladas de igual período do ano anterior. A receita atinge US$ 4,827 bilhões, 12,94% mais que os US$ 4,274 bilhões dos nove meses de 2018.

Fonte: IstoéDinheiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »