10 set, 2018
por Daniel Geraldes
52
1639

Hectares de milho devem crescer na safra verão

De acordo com levantamento, volume pode ser o maior visto na última década.

A safra do milho deve apresentar uma expansão no Brasil na temporada de verão. A mudança de cenário, frente ao observado na última década, segundo especialistas, é decorrente do aumento da rentabilidade. A expectativa é de um crescimento de 360 mil hectares.

De acordo com as projeções da consultoria Céleres, esse avanço se dará em áreas de pastagens ou que vinham sendo ocupadas por grãos com menor liquidez. Entretanto, essa crescente não deve representar ameaça ao cultivo de soja. Caso confirmado, será a maior crescente desde a safra de 2005/06.

A área de milho na última safra verão cresceu após oito safras de retrações, mas apenas 126 mil hectares, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo o analista da Céleres, Enilson Nogueira, a expansão prevista para o ciclo 2018/19 está atrelada aos bons preços do grão e não necessariamente representa uma guinada. “Existem algumas regiões brasileiras em que a rentabilidade do milho está até maior que a da soja”, afirma.

Ainda assim, segundo os especialistas, a área prevista corresponde a 40% do total semeado no ciclo 1986/87 (14 milhões de hectares), o que comprova que, no País o grão é considerado uma cultura de segunda safra. A margem operacional do milho de verão no Paraná, por exemplo, está estimada, em média, em R$ 2.853 por hectare, ao passo que a margem média da soja no Estado está calculada em R$ 1.155 por hectare.

O levantamento realizado pelo Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura do Paraná aponta para uma expansão de área de 6% para o milho verão no Estado, para 352,2 mil hectares, e sinalizam estabilidade para a soja. Outro fator ressaltado pelos especialistas é a recente disparada do dólar, ainda que beneficie as exportações em geral, também é apontada como estímulo ao avanço do milho no próximo verão.

Entretanto, o banco holandês Rabobank pondera que a maior liquidez da soja brasileira tende a limitar a expansão do milho neste período, mesmo que o grão esteja com boa rentabilidade. O cenário, de acordo com o banco, precisa ser mais distinto, tendo lucro com um produto e prejuízo com outro, por exemplo.

A disputa comercial, entre EUA e China, segundo o analista do Rabobank, Victor Ikeda, tem mantido elevados a demanda e os prêmios pela oleaginosa brasileira nos portos. “A soja tem uma liquidez muito maior e o produtor não deverá sacrificar área de soja para plantar milho no verão”, clássica.

Fonte: Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »