15 jun, 2018
por Daniel Geraldes
43
1402

Indústria discute viabilidade dos biocombustíveis para aviação internacional

Setor se comprometeu a neutralizar crescimento das emissões de GEE de suas operações a partir de 2020; no Brasil, RenovaBio pode atrair investimentos de até R$ 5 bilhões em refinarias.

Diante de um gradativo crescimento da demanda global por combustíveis sustentáveis, representantes do setor de diversos países se reúnem no próximo dia 19 de junho, em São Paulo, para debater a viabilidade e perspectivas dos biocombustíveis para a aviação no Brasil. Em quatro painéis serão discutidas as melhores práticas internacionais, a visão da indústria nacional, as pesquisas e desenvolvimentos sustentáveis, e as políticas públicas para o setor.

O encontro internacional é uma realização do Centro de Pesquisa e Tecnologia da Boeing (BR&T-B), Embraer, União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) e Rede Brasileira de Bioquerosene e Hidrocarbonetos Renováveis de Aviação (RBQAV), com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, PluraleAssociação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR).

A iniciativa busca dar continuidade aos esforços globais da indústria da aviação paraa redução das emissões de gases do efeito estufa no planeta. Nesse sentido, a aviação busca soluções sustentáveis para se descarbonizar e cumprir os acordos internacionais, garantindo sustentabilidade ambiental e econômica.

A aviação responde atualmente por 2% das emissões mundiais de carbono.Apesar de relativamente baixas, as emissões do setor são alvo de importante programa de metas para redução. Um expressivo grupo de empresas de aviação de 192 países, incluindo as que atuam no Brasil, se comprometeram a neutralizar o crescimento das emissões de gases de efeito estufa de suas operações internacionais a partir de 2020, em uma iniciativa pioneira da Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO, sigla em inglês). Até 2050, a expectativa é reduzir em 50% os níveis em relação ao ano de 2005.

O entendimento é que as melhorias devam partir de um trabalho conjunto que incluem operação do transporte aéreo, desenvolvimento de aeronaves e a busca por combustíveis sustentáveisalternativos para o cumprimento dos objetivos.

No Brasil, a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) sancionada em dezembro do ano passado busca criar mecanismos de incentivo para o desenvolvimento das cadeias produtivas de todos os biocombustíveis nacionais, como a de geração de certificados de descarbonização (CBIOs), inclusive para o bioquerosene.

O debate em torno do tema busca concretizar um plano de longo prazo para o desenvolvimento desse setor no país, que atrairia investimentos de até R$ 5 bilhões em refinarias, com a geração de 60 mil empregos diretos nos próximos anos, segundo estimativa apresentada pela União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) durante a estruturação da política.

Clique aqui para programação completa e inscrições.

Sobre a Boeing

A Boeing é a maior empresa aeroespacial do mundo e líder na fabricação de aviões comerciais, sistemas de defesa, espaço e segurança, e fornecedora de serviços de suporte pós-venda. Como a maior exportadora de produtos manufaturadas dos Estados Unidos, a empresa oferece suporte para clientes -companhias aéreas e governos aliados – em mais de 150 países. Os produtos e os serviços sob medida da Boeing incluem aeronaves comerciais e militares, satélites, armas, sistemas eletrônicos e de defesa, sistemas de lançamento, sistemas avançados de informação e comunicação, logística e treinamento.

Sobre a Embraer

Empresa global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer suporte e serviços de pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Sobre a Ubrabio

A União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) é uma associação sem fins econômicos que representa nacionalmente toda a cadeia produtiva desses biocombustíveis. Desde sua criação, em 2007, a entidade lidera o segmento e atua como interlocutora entre sociedade e governo para mobilizar e unir esforços, recursos e conhecimentos na busca pelo desenvolvimento do setor.

Sobre a ABEAR

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) foi criada, em 2012, pelas cinco principais companhias aéreas brasileiras – AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM e TRIP (hoje integrada à AZUL) -, com a missão de estimular o hábito de voar no Brasil. Objetivando tratar de questões institucionais do setor aéreo, as estratégias de atuação da ABEAR compreendem planejar, implementar e apoiar ações e programas que promovam o crescimento da aviação civil de forma consistente e sustentável, tanto para o transporte de passageiros como para o de cargas. Além de contribuir para o fortalecimento de toda a cadeia produtiva da aviação, a entidade atua em constante relacionamento junto aos setores público e privado, entidades de classe e consumidores.

Fonte: UBRABIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »