6 out, 2020
por Daniel Geraldes
122
701

Indústrias pedem por isenção na compra de grãos

Espera-se que a TEC seja zerada até a próxima safra, que ocorrerá em janeiro.

Na tentativa de conter a alta de custos na produção avícola e suinícola, indústrias defendem isenção de tarifa para importar soja e milho. Iniciativa também segue sendo pautada pelo governo brasileiro.

De acordo com o levantamento realizado pelo portal de notícias Valor Econômico, o governo ainda não desistiu da isenção para importar os grãos de fora do Mercosul, já que há uma persistente alta das cotações dos grãos, com reflexos nos preços de alguns produtos nas prateleiras dos supermercados.

Neste cenário, como explica o VE, empresas pediram ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) “que a Tarifa Externa Comum (TEC) seja zerada até a entrada no mercado da próxima safra brasileira de grãos, em janeiro, a exemplo do que foi feito com o arroz no início de setembro”.

Para o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, o pedido foi feito para dar estabilidade ao mercado, já que em algumas praças os preços dos grãos usados na ração animal aumentaram até 60%.

“A preferência sempre é comprar do Brasil. Não temos nenhuma vontade de importar, mas queremos ter essa possibilidade. Se ficar mais barato, tenho que usar como regulador de mercado”, pondera Santin.

Como consequência da instabilidade dos insumos, o presidente da ABPA ressalta que as indústrias mantiveram a oferta doméstica de carne suína e de frango até o momento sem alteração expressiva de preços, mas que agora haverá repasse de custo ao produto final.

“É inevitável o repasse. O milho que os animais estavam comendo havia sido comprado antes, era mais barato. Agora sou obrigado a repassar. Por isso, estamos apelando ao governo que nos ajude a diminuir o custo, que está impactando fortemente”, destacou.

Santin pediu à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que seja criado um sistema de informação para as exportações antecipadas para dar mais previsibilidade e capacidade de planejamento à indústria de proteína animal.

Fonte: Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »