6 jun, 2018
por Daniel Geraldes
47
4593

Localização, Instalação e Edifício

Um ponto importante para quem está montando a sua fábrica de ração é a escolha do local de instalação.

Hoje vamos tratar dos três pontos primordiais para a escolha da localização onde o prédio deve ser construído, como deve ser feita a instalação e qual o melhor tipo de edifício que se apropriado à produção de ração.

Para não perdermos o foco trabalharemos com a IN 04-2007 que trata especificamente sobre este tema.

Logo no primeiro item da IN04 fala o seguinte: “Os estabelecimentos devem estar situados em zonas isentas de odores indesejáveis e contaminantes. Fora de área de riscos de inundações e alojamento de pragas. Longe de outras atividades industriais que possam prejudicar a qualidade dos alimentos para animais, a não ser que haja medidas de controle e segurança que evitem os riscos de contaminação”.

Nesse ponto devemos analisar o seguinte detalhe, o local onde será instalada a fábrica corre o risco de inundação em épocas de fortes chuvas? Esse é o único item que não temos como tomar medidas preventivas, as demais conseguimos fazer projeções de curto e longo prazo. Por exemplo: o local onde será instalada a fábrica possui outras empresas? Se a resposta for sim, e possível analisar se esta empresa emite algum odor ou contaminante que possa contaminar os produtos da empresa que está sendo instalada.

O controle de pragas é obrigatório em toda empresa se ela for instalada na cidade ou no campo. É importante realizar o controle de pombos e roedores que são os principais invasores de uma fábrica de ração.

O futuro proprietário de uma fábrica de ração precisa tomar algumas medidas de controle que evitem principalmente a contaminação de seus funcionários ou dos seus produtos. Deve estar atento se a empresa não estará gerando algum resíduo que contamine o meio ambiente.

Nesse ponto gostaria de destacar uma experiência que tive recentemente quando fui visitar um cliente que está na fase final da compra de uma fábrica de ração para pet e peixes. O cliente agendou uma visita para que eu conhecesse o local de instalação da fábrica e tomasse algumas medidas para fazer a implantação do projeto.

Quando cheguei ao local havia uma comissão com vários profissionais para conhecer o terreno. No grupo estavam engenheiros florestais, arquiteto, topógrafo e um advogado. Cada um estava nessa visita para observar, analisar o que poderia ser um ponto positivo ou negativo para a instalação da fábrica naquele local. Resumindo a história após analisarmos, cada um em sua especificidade, ficou pendente a análise de solo do local, porque a antiga empresa, que instalada no local, lavava motores e poderia ter comprometido o solo com contaminação química. Essa análise é necessária para isenção jurídica do futuro proprietário, caso a contaminação fosse comprovada. Imaginem a dor de cabeça na hora da instalação da fábrica se essa analise não fosse feita! Nesse momento estamos aguardando o resultado das análises de solo para que possamos fechar a negociação do terreno e posteriormente das máquinas.

O entorno da fábrica de ração deve ser de superfície compactada, de preferência asfaltada ou cimentada, que aguente o trânsito de caminhões e empilhadeiras e o mais importante, que não levante poeira e seja de faço limpeza.

 

Como tem que ser o prédio?

Meus clientes sempre me perguntam qual o melhor tipo de prédio para se construir uma fábrica de ração, se são os pré-moldados ou se são os de estruturas metálicas. A resposta é que os dois atendem as normas para produção de ração.

Já participei de projeto com pré-moldados e com estruturas metálicas e o que pesou na escolha foi o custo para execução, o preço varia de região para região.

A empresa que escolheu o pré-moldado construiu uma empresa pensando na instalação de três linhas de produção, mais a área de estoque de matéria prima e produto acabado.

A estratégia do cliente que escolheu a estrutura metálica foi construir uma empresa para somente duas linhas, limitadas a 16 ton/h, pois não havia mais espaço para estoque de matéria prima. Com isso futuras expansões deverão ser feitas em outra área pré-determinada.

Tanto os prédios em pré-moldados como em estrutura metálica, atendem às normas da IN04, quando preconiza que as construções sejam sólidas (resistentes) e de fácil higienização.

Esses prédios devem ser construídos de forma que evite a procriação de ratos e pombos. A construção de facilitar que as empresas de controle e pragas consigam instalar armadilhas, quando necessário. Um dos pontos mais importantes, atualmente, na construção de fábricas de ração é facilitar o acesso e a circulação, para que a higienização seja feita de forma adequada. Deve-se evitar a utilização de vigas “U” na horizontal para que não haja o acúmulo de pó no seu interior. É recomendada a utilização de vigas em formato de tubo na mesma posição e com as extremidades abertas, para que não seja propício a criatórios de roedores e carunchos no interior das plantas produtivas. Um dos grandes problemas de empresas que processam cereais é a infestação por insetos. O maior vilão é o caruncho, ele se desenvolve tanto no grão recém-chegado, quanto no pó acumulado dentro da empresa.

Todos os projetos já devem ser executados com a área produtiva planejada, onde os equipamentos serão instalados, área destinada ao armazenamento de matéria prima, área destinada ao armazenamento de produto acabado e, ser for da vontade do cliente, o projeto já deve conter área de expansão prevendo novas linhas e formas de armazenamento.

Esses projetos devem prever as entradas e saídas da matéria prima, do produto acabado. Ainda deve ser bem definida a área onde o será permitido o fluxo de pessoas tanto da área limpa como da área suja da fábrica. É importante definir também onde deve ser feita a troca de peças e a entrada do pessoal da manutenção. Aprofundarei a explicação em uma outra publicação.

Nos estabelecimento que produzem medicamentos deve haver área específica, local separado, identificado, com acesso restrito e controle de temperatura e umidade para o armazenamento dos medicamentos. Esses cuidados devem ser observados também para as matéria-prima, mais especificamente os premix. O premix deve ser armazenado em uma sala separada com as devidas identificações, cumprindo os prazos de validades determinados na embalagem. Normalmente, esses produtos são higroscópicos (absorvem água com facilidade) e sensíveis a altas temperaturas.

Ainda deve haver um espaço separado previsto para o descarte de produtos que não podem ser utilizados na nutrição animal. É importante ter também um local separado para produtos tóxicos e resíduos de laboratório, que não podem ser reaproveitados na produção. Produtos explosivos e inflamáveis, são pouco utilizados dentro de áreas produtivas. Esses produtos são utilizados pela equipe de mecânicos durante um processo de manutenção. Essa equipe deve estar atenta para recolher o material após a utilização, conforme as normas 8S – SEITON e NR-12, para garantir a segurança alimentar.

Conforme estamos conversando nos textos da NR-12, as instalações e os equipamentos devem estar dispostos adequadamente permitindo a limpeza requerida, especificamente, por cada um deles. Devem ser projetados de forma a permitir a separação por áreas (área suja e área limpa), ou por setor produtivo (Recepção, moagem, dosagem/pesagem e mistura), ainda setores como de remoagem, extrusão/peletização, secagem, resfriamento, aplicação de líquidos e ensaque. Essa separação a contaminação cruzada nas operações. A Grosso modo, a contaminação cruzada acontece, por exemplo, quando um operador do setor de ensaque vai até a moega de descarga e pode trazer com ele preso a roupa ou no próprio corpo esporos, insetos, ou corpos sólidos de contaminantes que podem passar para a ração pronta.

Todo o projeto deve possibilitar o fluxo em uma única direção para que as atividades dentro da fábrica possam ser realizadas nas condições de higiene desde a chegada da matéria-prima, até a expedição do produto final.

Para não estender muito texto vamos parar por aqui, nos próximos dias postarei a segunda parte do texto no Portal R2S.

Obrigado e um Forte Abraço!

Rafael Resende Silva.

 

2 respostas para “Localização, Instalação e Edifício”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »