29 set, 2017
por Daniel Geraldes
14
333

Melhor nutrição para uma cultura mais produtiva

É possível aumentar o rendimento da soja se direcionado para uma gestão nutricional correta que permita expressar todo o potencial das novas variedades.

A inoculação está muito bem posicionada dentro do pacote tecnológico, e agora não se discute a contribuição de nitrogênio para a safra, a um custo que de outra forma seria muito difícil de incorporar. A fertilização equilibrada com fósforo, enxofre e micronutrientes está crescendo de forma constante e, sem dúvida, o futuro passará por tecnologias que complementam todas essas ferramentas.

Durante alguns anos, tem sido trabalhado o desenvolvimento de novos produtos que combinem mecanismos de ação e que, como premissa principal, melhorem a nutrição do cultivo. Neste contexto, durante a safra de 2016 como parte de uma rede de testes de tecnologias de intensificação, sob a direção do engenheiro Gustavo Ferraris, realizou-se um experimento no INTA Pergamino, onde foi possível verificar o efeito aditivo sobre a inoculação tradicional à agregação de promotores de crescimento e micronutrientes.

Os resultados foram bastante contundentes a favor da combinação de tecnologias. A inoculação como prática individual, aumentou a produção em 273 kg/ha. Essa diferença aumentou para 463 Kg/Ha quando a bactéria PGPR Azospirillum brasilense foi adicionada e atingiu 656 Kg/Ha quando a tecnologia de micronutrição Green Start NOD também foi incorporada. Esta nova tecnologia aplicada à semente, abrange deficiências nutricionais e contribui com chaves de cobalto e molibdênio para a fixação biológica do nitrogênio.

Fonte: ASAGA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...