24 nov, 2021
por Daniel Geraldes
144
167

Mercado de Borra e Ácidos Graxos | Outubro 2021

Por Lucas Gois | Especialista da Aboissa commodity Brokers

Os preços da carne suína segundo Cepea encerrou outubro em queda. Após iniciarem o mês em ritmo intenso, as exportações brasileiras de carne suína vêm se enfraquecendo. Dados da Secex apontam que, nos 15 primeiros dias úteis do mês, foram embarcadas 151,4 mil toneladas do produto in natura, com média diária de 4,4 mil toneladas, 9,8% abaixo da verificada em setembro/21, mas 13,1% acima da registrada em outubro de 2020. Segundo pesquisadores do Cepea, a demanda pela carne no atacado esfriou, devido à diminuição na renda da maior parte dos consumidores, reforçada pela inflação elevada. O que acabou gerando uma limitação por novos lotes de animais para abate por parte dos frigoríficos.

Sobre o cenário da indústria de proteína vermelha, 2022 será um ano desafiador, em razão dos aspectos econômicos do país, como os juros mais altos, a inflação, o desemprego elevado e o consumo prejudicado. Acredita-se que dificilmente a ajuda do governo de R$ 400 terá um impacto relevante para mudar a realidade atual. Alguns especialistas afirmam que se fosse um problema econômico só do Brasil, ainda assim os produtores do Brasil poderiam contar com a demanda internacional, mas o desafio é que muitos países ainda estão no processo de recuperação pós-covid-19, e novos surtos foram identificados na região da Ásia e Europa, portanto, a projeção é de um cenário complexo, uma vez que o consumo interno é essencial para retomada da produção de carne vermelha em escala normal.

Com as escalas de abate reduzido e uma demanda por carne bovina enfraquecida, frigoríficos reduzem a procura por animais terminados e se mantêm cautelosos, à espera da liberação das exportações para a China. Nesse sentido, a conjuntura de baixa liquidez favorece um ambiente de fragilidade nos preços da arroba. Além da demanda enfraquecida, nesta época do ano, a indústria recebe os animais do segundo giro do confinamento e eles não têm deixado de chegar, já que, de outra forma, produtores arcariam com fortes custos de produção para manter os animais no cocho. Hoje arroba do boi vivo está sendo cotado a R$ 256,00 segundo a Scot Consultoria. Outro fator que têm contribuído para queda da arroba do boi, é o embargo aplicado pela China devido a dois casos isolados da doença da vaca louca identificados na região de MG e MT.

Devido às restrições da China à carne bovina brasileira, o temor dos produtores de frango é que ocorra o efeito cascata e afete também o mercado interno de frango. O preço do frango vivo registrou mais uma semana de estabilidade no mercado interno. Porém, como se já não bastasse a preocupação com a crise que afeta milhões de consumidores brasileiros e faz com que os produtores trabalhem com margens de lucro cada vez menores, um novo problema pode surgir nas próximas semanas pelo fato da China ter vetado a compra de carne bovina brasileira após dois casos atípicos de vaca louca terem sido confirmados em Minas Gerais e Mato Grosso. A expectativa é que o bloqueio chinês fosse ser de algumas poucas semanas, mas a verdade é que já dura desde o início de setembro. Com a carne bovina que iria para fora ficando estocada aqui, o preço começa lentamente a cair e analistas acreditam que se o embargo perdurar mais um pouco, haverá desvalorização dessa proteína e inevitavelmente afetará também os preços do frango.

Se do lado dos produtores de proteínas animais a situação é incômoda, do lado das matérias-primas o clima é de apreensão. Em torno de 90 a 91% da soja brasileira referente à safra 2020/2021 já foi comercializado, e neste momento os estoques de soja estão curtíssimo. Com estoque curto, o mercado passa a beneficiar um volume reduzido de soja, comprometendo a geração de borras e a produção de ácido graxo de soja – que é um importante carboidrato – utilizado na formulação de rações animais. Além das tradicionais indústrias de óleos para envase, o setor de ácido graxo também depende do aumento de produção de biodiesel, já que a força motriz da produção de ácidos graxos é o beneficiamento de soja-grão.

No entanto, o governo federal através de uma tentativa de conter a escalada de preços do óleo de soja, optou por reduzir a produção de biodiesel saindo do B12 para o B10, e isto afetou a produção de ácidos graxos. Hoje o preço da borra gira em torno de R$ 1,45/kg FOB planta com impostos, e o ácido graxo de soja está sendo comercializado entre R$ 6,00 – 6,30/kg CIF SP diferido.

Fonte: Aboissa News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »
×

Olá, como posso te ajudar?

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp.

× Como posso te ajudar?