22 jun, 2018
por Daniel Geraldes
47
10373

Norte-americanos não veem o Brasil como ameaça aos embarques mesmo com taxas

Para secretário de Comércio dos Estados Unidos, País não tem produção suficiente.

O embate entre os Estados Unidos e a China parecia, inicialmente, favorecer o Brasil. Porém, para que o mercado nacional supere os norte-americanos, as vendas precisão crescer consideravelmente. Isso é o que aponta o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, ao ser questionado sobre a possibilidade de perder o mercado.

Segundo a estimativa feita por Ross, o Brasil precisaria elevar essas exportações de soja à China em 60% para substituir os EUA. No ponto de vista do secretário, não está claro se o País seria capaz de atender essa proporção.

As tarifas impostas pelos Estados Unidos, no entanto, continuam sendo um risco para o mercado norte-americano. O secretário pontua que ele e o presidente Donald Trump acreditam que é necessário haver uma ação firme diante dos empasses “Houve anos de diálogo sobre propriedade intelectual com a China, agora é hora de ação. Trump está muito confiante de que a pressão máxima resolverá os problemas no comércio”, afirma.

Para eles, esta briga comercial com a China já foi perdida há muitos anos. Trump afirma que isso ocorreu justamente por um posicionamento mais fraco dos antigos dirigentes frente à essas negociações, principalmente no que se refere a um pedido de melhores condições para os seus produtos.

Fonte: Gazeta do povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »