12 ago, 2019
por Daniel Geraldes
79
6648

Nutrição de animais de estimação, a chave para a prevenção de doenças

Veterinários estão em uma posição única para alterar o curso das enfermidades com intervenções nutricionais precoces em pacientes em risco.

É óbvio que os donos de animais querem que seus animais vivam o maior tempo possível. Neste sentido, os veterinários são as pessoas certas para fornecer serviços de cuidados preventivos, tais como vacinas e prevenção de parasitas, mas como explicado por Kate Boatright, veterinária da Universidade da Pensilvânia, e a especialista em nutrição Donna Raditic, muito mais medidas devem ser tomadas.

A obesidade em animais de estimação, uma das principais preocupações dos proprietários, está relacionada a inúmeras condições médicas, como endocrinopatias, doenças articulares, problemas urogenitais e diminuição da expectativa de vida. “Ao identificar os pacientes em risco de obesidade e intervir com antecedência, os veterinários podem melhorar significativamente a qualidade de vida e longevidade de seus pacientes”, diz Boatright.

Segundo Raditic, há várias dicas práticas para veterinários para prevenir e controlar a obesidade em animais de estimação. Desta forma, ela recomenda que sugiram aos seus clientes que evitem dar aos animais as dietas “All Life Stage”, formulados para alimentar os animais em qualquer fase da vida, “são geralmente mais calóricos que os alimentos formulados para cães adultos. “.

Outra sugestão da nutricionista é que expliquem aos proprietários o adequado escore da condição corporal (ECC) desde o início. Por outro lado, ela aconselha-os a examinar seus pacientes após a cirurgia de esterilização/castração e, assim, avaliar o ECC e intervir o mais rapidamente possível em casos de ganho de peso.

Finalmente, recomenda “usar uma escala de gramas para o alimento que será dado ao animal, o que permitirá que sejam mais exatos com as quantidades.”

Em relação à prevenção de outras doenças, como as doenças crônicas, a especialista em nutrição encoraja a considerar “o uso de dietas terapêuticas antes do início dos processos dessas doenças, bem como avaliar os pacientes de risco segundo sua predisposição genética para doenças”. como osteoartrite, doença discal, doença gastrointestinal crônica (GI) ou doença de pele “.

Finalmente, “é melhor oferecer aos donos de animais conselhos nutricionais para melhorar a qualidade de vida do paciente”, conclui Boadright.

Embora a informação venha de instituições veterinárias ou profissionais, é sempre recomendado que seja consultado um veterinário de confiança.

Fonte: Diario de um Veterinário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »