24 abr, 2020
por Daniel Geraldes
120
1771

Otimizando a qualidade do kibble em fábricas de Pet Food

Para qualquer negócio, é importante contar com tecnologias que possibilitem que a empresa opere com a melhor qualidade possível, e ainda assim seja rentável. Durante cenários de desafios, como o que estamos vivendo atualmente, estas premissas podem esbarrar em novos entraves e nos levar a buscar novas soluções e inovações que, ao serem implementadas assertivamente, resultem em uma série de otimizações fabris e, consequentemente do negócio como um todo.

Dentro de fábricas de ração pet, por exemplo, é possível utilizar soluções que podem otimizar os processos, reduzindo o custo da ração, mantendo ou ainda melhorando a qualidade do produto final.

Devido ao custo de algumas matérias-primas estarem subindo (por exemplo: farelo de soja, milho, vitaminas, entre outras), ou ainda estarem em escassez no mercado, uma redução de custos aliada à manutenção da qualidade da ração pode ser um desafio. Dentro dos fatores que podem auxiliar na redução dos custos de produção, bem como na manutenção ou melhoria da qualidade da ração, temos: redução de finos, manutenção ou melhora do Índice de Durabilidade do Pellet (PDI), controle da umidade, estabilização da atividade de água, redução da corrente elétrica (A), melhora na densidade do kibble, e outras.

Problemas com finos

Os finos na produção de rações extrusadas são partículas que não se aglomeraram no kibble principal, ou seja, não se aglutinam por terem ficado soltas e/ou se desprenderem ao logo do tempo, seja por fricção ou batidas nos equipamentos de transporte.

Isso ocorre por conta de algumas variáveis, tais como:

Matéria-prima ruim: dificultam o processo de aglutinação. Por exemplo: muita cinza ou muito calcário, fosfato.
Má formulação: não favorece uma aglomeração natural do produto. Por exemplo, pouco amido pode causar uma geração de finos grande no produto.
Cozimento: costuma ocorrer quando há pouco vapor ou quando as máquinas estão com as peças deterioradas e não conseguem chegar no ponto de cozimento do produto. Pode ocorrer também por problemas no condicionador ou até mesmo devido a uma matriz mal dimensionada.
Equipamentos: pode ocorrer de os equipamentos da linha estarem mal dimensionados e trabalhando acima de suas velocidades normais de operação, causando muita fricção entre ele e o produto. Também acontece quando se tem muitos elevadores na linha e quedas de grandes alturas.

Por que isso prejudica a qualidade da ração e o custo de produção?

Todos os finos gerados devem ser retirados do produto final, pois não fazem parte da especificação normal do produto. Quanto maior a quantidade de finos gerada, maior a perda na produção e, consequentemente, maior o custo final. Outros fatores citados anteriormente no texto, têm relação direta com a quantidade de finos e qualidade de kibble.

A solução

A Alltech vem trabalhando em todo o mercado de rações com uma tecnologia capaz de resolver os problemas com finos pela sua capacidade de otimizar vários índices no processo de produção.

ALLBIND é um aditivo espessante que auxilia na resistência do kibble e do pellet nos processos de peletização e extrusão de alimentos para todas as espécies animais. A tecnologia diminui os espaços de oxigênio deixados pelas bolhas de água na ração, pela maior homogeneidade, facilitando a “liga” da massa a ser extrusada ou peletizada.

Geralmente, as bolhas de oxigênio são derivadas das bolhas de água na ração, resultantes da evaporação da água. Estas bolhas, na estrutura da ração, reduzem a resistência e causam maior quebra do kibble.

Saiba como funciona

Todas essas características acarretam em menor pressão necessária para o processamento, uma vez que o equipamento conseguirá atingir maior produtividade com economia de energia.

A aglutinação permite que um volume menor de partículas se solte, diminuindo os finos e elevando a resistência do kibble no transporte, garantindo a integridade da ração que chega ao consumidor final.

Case de sucesso

Em um teste feito com o ALLBIND em uma fábrica de ração pet de um dos parceiros da Alltech, foi notória a otimização de todo o processo produtivo. Após análises, a equipe técnica registrou redução de mais de 3% no custo final da tonelada de ração após a inclusão do ALLBIND.

Junto a este valor economizado por tonelada de ração produzida, somou-se a uma melhor qualidade de kibble.

A Alltech do Brasil está preparada para lhe auxiliar não só com as melhores soluções para nutrição e bem-estar animal, mas também com a otimização dentro da sua fábrica.

Quer saber mais? Clique aqui e fale com a Alltech!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »