12 jun, 2018
por Daniel Geraldes
43
1296

Pesquisa realizada pelo IEA mostra avanço nas contratações no agronegócio

Trabalhadores recolocados no mercado têm recebido remunerações inferiores.

A crise financeira que iniciou em 2014 no Brasil trouxe um cenário de recessos. O montante apontado mostra uma redução de três milhões de postos de trabalho formais nos setores produtivos. Pesquisadores apontam que as quedas poderiam ser ainda piores não fosse os resultados econômicos apurados pela agropecuária.

O Instituto de Economia Agrícola  (IEA), órgão de pesquisa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), por meio dos pesquisadores Carlos Eduardo Fredo, Celso Vegro e Celma Baptistella, divulgou dados baseados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

A análise aponta que o movimento descendente da economia começou a se inverter em 2017, quando o PIB apresentou crescimento de 1,1%. Ainda assim, o cenário não surtiu o efeito desejado sobre o mercado de trabalho com a retomada das contrações formais. Atualmente, os números mostram que 13,1% da população ativa segue desempregada.

Os trabalhadores que conseguiram recolocação neste período, no entanto, estão com remuneração inferior (mercado de trabalho informal e temporários), comparativamente àquelas que se fecharam. No primeiro trimestre deste ano foram registradas 43,7 mil admissões no setor agropecuário no Estado de São Paulo, número 36,8% superior que o mesmo período de 2017.

Alguns fatores também são determinantes para essas variações, como o gênero e educação. “A proporção de mulheres admitidas é inferior àquelas desligadas em relação aos homens nesses três meses iniciais de 2018. O mesmo fato ocorre com os indivíduos que possuem o menor grau de instrução”, observam os pesquisadores.

O início do ano é marcado pela entressafra das atividades agrícolas, cujas operações predominantes são a preparação do solo, plantio, manutenção de equipamentos motorizados e outras atividades. Mesmo com a incorporação de máquinas, a atividade ainda demanda mão de obra, mesmo que inferior ao período da safra, que absorve maior número de trabalhadores para as operações de colheita.

Fonte: SAA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »