30 abr, 2018
por Daniel Geraldes
24
5045

Piscicultura tem maior queda no primeiro trimestre desde 2015

Suspensão de certificados para exportação internacional pode ter afetado o setor.

Os dados fornecidos pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e serviços (MDIC, Brasília/DF) apontaram um decréscimo de 34% no número de pescados exportados no primeiro trimestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2017.

Desde 2015 o setor não enfrentava uma queda tão significativa. A determinação do governo sobre a suspensão dos certificados sanitários internacionais para pescados brasileiros destinados à União Europeia foi um dos responsáveis pela queda.

“A autoridade brasileira está encurralada. Suspendeu a emissão de certificação como forma de não ser barrada pela União Europeia, mas infelizmente não tomou nenhuma providência efetiva no sentido de resolver a situação, e o que estamos vendo agora é o bloco europeu prestes a solicitar embargo. Se isso acontecer será um desastre”, diz o presidente do Sindicato da Indústria da Pesca, Doces e Conservas Alimentícias do Rio Grande do Sul (Sindipesca, Vitório/ES), Torquato Pontes Netto, Estado mais afetado pelo problema com a UE.

O bloco tem avaliado a possibilidade de impor um embargo formal aos pescados brasileiros, sob a alegação de escassez sanitária. A Coletivo Nacional de Pesca e Aquicultura (Conepe, Brasília/DF) nega que existam esses problemas com o produto brasileiros.

Fonte: Valor Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »