21 jun, 2021
por Daniel Geraldes
140
218

Premix – Indispensáveis para os pets e para a indústria de nutrição animal

Premix – De um lado, equilíbrio nutricional; de outro, qualidade e segurança na produção

As novidades e os investimentos dos principais fornecedores de premix

Eles entram na alimentação animal com o propósito de tornar os alimentos homogêneos com uma perfeita distribuição de todos os microingredientes. Além disso, também é importante ressaltar que o uso do premix em contraposição à inclusão isolada de cada um dos ingredientes previne perdas por estocagem e dosagem incorretas nas formulações. Sua utilização de maneira segura e conveniente, facilitou o dia a dia nas fábricas de rações.

Disponibilizando aos fabricantes de alimentos secos, úmidos, semiúmidos e treats, opções de premix mineral, vitamínico, mineral/vitamínico e núcleos com aditivos, baseados nas necessidades dos animais de companhia e alinhados com dados divulgados pela FEDIAF (órgão que representa a indústria europeia de pet food) e NRC (organização norte-americana que fornece consultoria especializada em nutrição pet com base científica), a Cargill – seguindo rígidos padrões de qualidade e de segurança alimentar desenvolvidos pela própria companhia –, garante com isso que os animais estejam nutricionalmente bem atendidos.

Recentemente, nos EUA, duas novas empresas de aditivos para alimentação animal foram adquiridas pela companhia e esse portfólio será em breve incorporado à unidade de negócios no Brasil. “A unidade da Cargill no Brasil está desenvolvendo novas parcerias com unidades mundiais da companhia, o que possibilitará trazer até 2020 diversas novidades ao mercado brasileiro, como aditivos nutricionais inovadores, vitaminas mais estáveis à armazenagem e processos de produção, além de boas práticas de formulação e produção dos premix/núcleos – proporcionando com isso soluções mais adequadas aos diferentes tipos de produtos acabados, sem deixar de lado a questão da segurança dos alimentos”, explica o Gerente de Negócios Pet Food da Cargill, Gustavo Maia.

Com diversas estações de pesquisa espalhadas pela Europa e EUA; que constantemente disponibilizam novos desenvolvimentos, produtos e soluções, a Cargill também tem uma equipe interna de inteligência para trazer novos insights ao mercado pet food, incluindo tendências globais e do panorama econômico mundial e brasileiro.

Focada no uso de ingredientes provenientes de fontes seguras para fornecer premixes com a mais alta qualidade, a empresa DSM – que tem as certificações nível 3 do Sindirações, BPF, FAMI-QS e ISO 9001 – traz lançamentos como o DHA Gold 17S, uma fonte sustentável de ômega-3 que auxilia no desenvolvimento cognitivo dos animais e o Rovimix Beta Caroteno 10%P, um antioxidante e imunomodulador resistente ao calor e a pressão, inerentes do processamento das rações. “Trabalhamos com soluções de alta qualidade que garantem um melhor índice de mistura, menor formação de pó no processo de fabricação da ração e matérias-primas que aliam estabilidade com a alta biodisponibilidade. Nossos premixes são desenvolvidos para que os clientes consigam atingir seus objetivos da maneira mais eficiente, equilibrando saúde, desempenho e a melhor relação custo x benefício. Em nosso portfólio há misturas completas com vitaminas, minerais, aminoácidos e outros aditivos de microdosagem, misturas vitamínicas minerais ou simplesmente isoladas (somente vitamínicas ou somente minerais)”, cita a Gerente de Contas Pet da DSM, Emily B. Baskerville.

Cooperação e interação com os clientes

Há uma década, o Grupo MCassab estabeleceu como estratégia a cooperação e interação com os clientes e, desde então, vem intensificando o diálogo sobre quais tipos de premixes atenderiam as necessidades fabris, os níveis de garantias, a qualidade da pré-mistura, a estabilidade e os diferentes tipos de inclusões. Como resultado, entendeu que a melhor alternativa seria flexibilizar a maneira de como dispor seus premixes e é assim que a PettyMeal – unidade de negócios voltada à indústria de pet food – vem trabalhando. “O mercado pet food se transforma e nos estimula diariamente a estudar e estar perto das tomadas de decisões estratégicas das empresas. O principal desafio é entender essas mudanças e demandas para atender as necessidades nutricionais dos pets, como também, as necessidades econômicas e de performance. Acreditamos que o dinamismo para aprimoramento deve ser constante, por isso, realizamos em conjunto com nossos fornecedores estudos internos com o intuito de validar e atestar as garantias dos ingredientes, a qualidade das misturas, a estabilidade das vitaminas, a precisão nas pesagens, a quantidade de metais pesados, entre outros aspectos. Nossa equipe busca adequar-se constantemente aos diferentes desafios apresentados, entregando premixes com garantia de livre contaminação por antibióticos, além da estabilidade, qualidade da mistura e um olhar específico para a saúde e bem-estar dos pets”, afirma o Gerente da Unidade de Negócios Pet/Aqua – Divisão de Nutrição e Saúde Animal, do Grupo MCassab, Guilherme R. Palumbo.

Em 2018, a PettyMeal inovou com o uso em suas formulações dos minerais quelatos chamados de glicinatos. Uma parceria com a BASF em que foi identificada que além da importância de ser um mineral essencial ligado a uma molécula de aminoácido ou proteína, também tem muita relevância o seu grau de “complexização”, que quanto maior, maior será a quelação. Outra observação feita e que valida o uso dos glicinatos é que eles possuem uma boa resistência às altas temperaturas, indicando o seu uso nos alimentos extrusados.

A busca pela diferenciação e produtividade representa um processo contínuo para o Grupo MCassab. A empresa está com um ambicioso projeto: em 2020 pretende implantar uma nova estrutura fabril de premix – linha branca (livre de antibióticos e promotores de crescimento). O projeto está na fase final de definição e a estimativa é que seja apresentado nos próximos meses para os principais parceiros com o intuito de trabalhar efetivamente na necessidade do mercado e estar junto nos planos estratégicos dos clientes, garantindo a aquisição de premix com qualidade assegurada. “O setor pet food entrou em uma fase de maturidade, apesar de ainda apresentar importantes oportunidades de expansão, especialmente em áreas mais distantes dos grandes centros urbanos. Estamos mais confiantes e convictos sobre as oportunidades que ainda existem e que podem contribuir muito para a melhoria de performance das empresas. Esperamos uma consolidação e fortalecimento dos nossos clientes nos mercados regionais. Neste momento, a inovação por melhorias em custo será um importante aliado e que certamente auxiliará nos resultados”, prevê Guilherme.

Planta certificada pelo FDA

Tendo a sua planta brasileira de premix certificada pelo FDA (USA), a Tectron afirma que oferece produtos altamente seguros, provenientes de ingredientes 100% auditados desde a sua recepção até o embarque por um sistema WMS que permite rastreamento imediato de qualquer lote, garantindo que o produto final proporcione ótimos níveis de desempenho na nutrição animal. “Isso reflete o compromisso que temos com nossos clientes e o respeito com a nutrição dos animais”, endossa o Gerente de Negócios da Tectron, Maurício Hermann Marczak Bach.

As matérias-primas desenvolvidas em parcerias e/ou adquiridas apenas de fornecedores auditados garantem que os seus premixes transfiram o mesmo nível de qualidade ao produto acabado de seus clientes. A Tectron oferece diversos tipos de premixes, além de núcleos. O seu amplo portfólio tem, inclusive, premixes destinados a tratamentos de doenças nutricionais ou onde a dieta é coadjuvante nesses tratamentos.

Mantendo diversas parcerias com centros de pesquisa nos USA, Ásia e Índia para produzir tecnologia e inovação em nutrição com o propósito de desenvolver novos produtos para oferecer aos seus parceiros resultados superiores com dosagens adequadas dos micronutrientes, minimizando custos com alta eficiência no controle das perdas; a Tectron traz como novidade a possibilidade de integrar aditivos funcionais ao premix, como por exemplo, os óleos essenciais, ácidos orgânicos (encapsulados ou não) e ainda a inclusão de aditivos funcionais que facilitam a utilização, simplificam a dosagem e minimizam a manipulação durante os processos industriais nas plantas dos clientes.

Após um período dedicada à produção de aditivos, ingredientes funcionais e no desenvolvimento de produtos específicos para parceiros estratégicos, a Tectron se reorganiza estrategicamente passando novamente a focar esse segmento. “Resgatamos as parcerias de base, cuidamos de reaquecer a pesquisa e o desenvolvimento de novos produtos e serviços. Com isso, a expectativa para o curto/médio prazo é extremamente favorável. Esperamos para 2019 um crescimento de 22% e o que está sinalizado para os próximos 5 anos é um crescimento de mais de 50% desta divisão que é responsável por mais de 1/5 do faturamento anual da empresa”, planeja Maurício.

Controle double check

Investindo constantemente em pesquisa e desenvolvimento (P&D) para a validação de novos conceitos e a antecipação de tendências, a Vaccinar disponibiliza premixes para alimentos dos segmentos Econômico, Premium, Premium Especial e Super Premium.
Todo processo produtivo da empresa utiliza o sistema de controle double check, que verifica a qualidade dos ingredientes desde a entrada na fábrica até a saída dos produtos acabados. Esse sistema assegura a qualidade dos premixes e a rastreabilidade completa de todo o processo. “Contamos com uma fábrica dedicada ao conceito de linha branca, isto é, processo produtivo livre do uso de aditivos como antibióticos, agentes coccidianos promotores de crescimento e outras substâncias que não são aprovadas ou recomendadas para uso em alimentos para animais de companhia e prejudiciais à saúde. Esses são alguns dos fatores que nos permitem disponibilizar ao mercado pet produtos de alta qualidade e totalmente seguros”, explica o Gerente Nacional da Linha Aqua&PET da Vaccinar, Frederico Rates.

Big Data para o mercado pet food
Para se chegar a um alimento de sucesso há um longo caminho a percorrer, a começar pelas fórmulas e, nesta trajetória, várias perguntas surgem: “Estou usando os níveis de vitaminas e minerais adequados para a categoria de ração que estou me propondo a trabalhar? Quais são os claims mais comuns para esse tipo de segmento? Como posso me diferenciar? Será que lançar o sabor “x” será relevante?”. “Se essas perguntas são comuns para quem está na fase de avaliação de fórmulas e monitoramento do mercado, imagine para quem quer lançar um alimento”, observa o Gerente de Produtos Pet da Wisium, Alexandre Pereira.
Foi pensando em facilitar e otimizar as tomadas de decisões, baseadas em dados reais de mercado, chegando a um alimento de sucesso, que a Wisium Pet desenvolveu o Big Data. A ferramenta que tem como foco questões nutricionais e de marketing, tem previsão de lançamento para o último trimestre 2019.

Com mais de 5 mil produtos e alimentos pet na base de dados, os clientes da Wisium Pet poderão analisar o posicionamento nutricional e de marketing dos seus produtos, tanto no mercado brasileiro, quanto internacional. “Esse serviço se encaixa perfeitamente na oferta Wisium Pet, composta por premix, aditivos, ingredientes específicos, além de vários serviços, dentre eles, formulação, análises laboratoriais e de palatabilidade, desenvolvimento de produto e acesso à nossa rede internacional pet food. O ano de 2019 sinaliza recuperação da economia e, consequentemente a aceleração do consumo. Estaremos lado a lado com nossos clientes para suportar este crescimento e juntos irmos além”, afirma Alexandre.

Soluções tailor made e consultorias técnicas

Todos os premixes desenvolvidos pela Wisium para a indústria pet food são tailor made e, de acordo, com o fabricante seguem três pilares. O primeiro deles é atender as necessidades nutricionais dos animais; depois vem a questão da segurança e a qualidade necessárias para a fabricação dos alimentos e, por fim, o atendimento às aspirações e objetivos de cada cliente, fazendo jus ao conceito tailor made. “Com a rápida e constante evolução do mercado, temos a necessidade e o dever de ajudar os nossos clientes a estarem sempre à frente. Cada solicitação é analisada de maneira crítica e minuciosa para que sejam obtidos os melhores resultados”, afirma o Gerente, Alexandre.
Além da sua linha de premix, a Cargill também desenvolve produtos tailor made, considerando a necessidade específica de cada cliente.

“Contamos com uma linha branca na unidade de Itapira (SP) que recebeu investimentos e teve aumentada a sua capacidade de armazenamento de matérias-primas e produtos acabados – usada apenas para mistura de vitaminas, minerais e aditivos, sem contaminação de qualquer outro produto – em que temos a possibilidade de desenvolver premixes e núcleos com diversos níveis de inclusão no alimento final; e também variar a apresentação das sacarias. A produção segue um rigoroso padrão de qualidade e de segurança dos alimentos, que pode ser comprovado in loco por auditorias de nossos clientes, de certificadoras e através de laudos de qualidade, emitidos pela própria Cargill, que acompanham todos os lotes enviados aos clientes”, esclarece Gustavo.

Antes de ofertar o portfólio, a Cargill procura entender a realidade e os planejamentos estratégicos dos seus clientes. Desta forma, oferece os mais adequados produtos e serviços. Na fábrica de Itapira (SP), a Cargill conta com um laboratório com tecnologia NIR, que está disponível aos parceiros para análises das matérias-primas e produtos acabados. Para aqueles que não possuem o equipamento, eles auxiliam na aquisição através de um parceiro e no treinamento da equipe que irá operar o equipamento. Já para os parceiros que não possuem corpo técnico, a empresa coloca à disposição uma consultora técnica, doutora em nutrição de animais de companhia e com largo conhecimento em formulação, desenvolvimento de produtos e assuntos regulatórios em pet food. “Auxiliamos na atualização de fórmulas (buscando a melhor qualidade com o mínimo custo), no desenvolvimento de novos produtos considerando matérias-primas disponíveis e concorrentes na região de produção, avaliação de embalagens frente aos requisitos da legislação vigente, além de treinamento técnico às equipes internas e comerciais dos nossos parceiros”, cita Gustavo.

Para os fabricantes de pet food que possuem equipamento de NIR, disponibiliza curvas de análises de matérias-primas e produtos acabados desenvolvidas pelo corpo técnico Cargill global, garantindo uma maior acurácia dos resultados com o laboratório de referência. “Com este trabalho propiciamos agilidade no processo de tomada de decisão, atualização e redução no custo das fórmulas, além da avaliação de fornecedores externos de matérias-primas. Estamos crescendo em market share na categoria de premix para o exigente setor pet food, por isso, nos dedicamos para entregarmos produtos seguros e de qualidade. Nosso compromisso é levar segurança alimentar e qualidade ao mercado, nos tornando o parceiro de escolha que auxilia nos projetos estratégicos de seus clientes”, ressalta o Gerente da Cargill.

A DSM também trabalha com soluções tailor made, ou seja, com as misturas formuladas de acordo com a necessidade específica de cada cliente. Neste caso, o cliente decide quais serão os níveis de inclusão de cada ingrediente, porém respeitando a legislação vigente e os padrões de qualidade da DSM. Com uma estrutura local voltada ao mercado pet food, a companhia oferece aos clientes o suporte de técnicos regionais e globais para que os premixes sejam aproveitados da melhor forma possível, maximizando os resultados. Para 2019, a companhia prevê crescimento e acredita que um dos principais impulsionadores do setor de nutrição animal seja a humanização dos animais de estimação. “As pessoas tratam seus animais como membros da família e oferecem a eles o melhor alimento possível. A DSM atua de acordo com essa nova realidade e é parceira de seus clientes, sempre disponibilizando a melhor nutrição com ótimos níveis vitamínicos, proporcionando bem-estar e longevidade aos animais de companhia”, ressalta a Gerente, Emily.

O Gerente do Grupo MCassab, Guilherme, lembra que adequar-se às necessidades da indústria também é um fator-chave de sucesso. Por este motivo, a empresa tem uma equipe que não só capta, como também trabalha para resolver os principais desafios dos clientes como: perfil de produtos, volume mínimo, giro de estoque e tamanho dos lotes para melhor apresentação do produto, entre outros aspectos. “O processo de fabricação de premix no modelo tailor made permite uma liberdade de desenvolvimento por parte dos nossos nutricionistas e incentivamos isto de forma conjunta e colaborativa. A marca PettyMeal, que atesta segurança há mais de 10 anos, é inserida no nome de cada premix tailor made para validar que o produto passou por todo o processo de qualidade fabril em nossa unidade de linha branca.”

Para o Gerente da Tectron, Maurício, ter somente as opções de um portfólio padrão não é suficiente para atender as demandas do setor pet food, assim como, os consumidores mais exigentes, por isso, as soluções customizadas têm tanta relevância. “É fundamental que haja parcerias no codesenvolvimento e na customização de fórmulas.

Neste caso é feito um estudo conjunto e estabelecidos os critérios, que chamamos de escopo do projeto. Nosso time técnico se envolve para atender as demandas dos nossos parceiros também temos parcerias com Universidades e centros de estudos em nutrição de animais de companhia, dentro e fora do Brasil, para que sejam realizados testes, sempre dentro dos protocolos de respeito à vida animal.” E, para orientar, os seus clientes em várias situações nas fábricas, a Tectron oferece um time capacitado que desenvolve consultorias em diferentes áreas, como processos de fabricação, certificação de qualidade, orientação em pesquisa e desenvolvimento, além de nutricionistas especializados.

Cerca de 80% dos premixes para animais de companhia fabricados na Vaccinar são produtos customizados. Essas customizações podem ser definidas pelos clientes, prospectos ou desenvolvidas pelos nutricionistas da própria Vaccinar em conjunto com equipes técnicas especializadas, atendendo as exigências nutricionais de cada espécie e cada fase do animal de estimação, promovendo saúde e bem-estar. “Contamos com uma equipe técnica nutricional responsável pela elaboração e ajustes dos produtos customizados e para o desenvolvimento de alimentos completos. Também temos um laboratório próprio que realiza as análises laboratoriais solicitadas pelos clientes e assim conseguimos garantir que o produto atenda exatamente as especificações e necessidades nutricionais do pet, de acordo com o mercado de atuação do cliente”, explica o Gerente, Frederico.

Para ver a Matéria completa clique aqui:

PUBLICAÇÃO EXCLUSIVA DA REVISTA PET FOOD – EDIÇÃO JUL/AGO 2019.
PROIBIDO PUBLICAÇÃO PARCIAL OU TOTAL SEM AUTORIZAÇÃO DA EDITORA STILO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »
×

Olá, como posso te ajudar?

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp.

× Como posso te ajudar?