16 dez, 2019
por Daniel Geraldes
122
1489

Resumo das Pesquisas da FPRF

Por David L. Meeker, PhD, MBA, Diretor de Pesquisas, Fundação de Pesquisa em Gorduras e Proteínas ( Fats and Proteins Research Foundation – FPRF)

Progresso da Aliança de Ração para  Pets

Mais de 100 participantes representando vários setores das indústrias de ração animal e de graxaria se uniram em junho para uma bem sucedida reunião da Aliança de Alimentos para Pets (Pet Food Alliance -PFA) em Loveland, Colorado.  A reunião destacou apresentações e discussões científicas e incorporou oportunidades de networking e conversas de grupos de trabalho. Incluiu relatórios informativos e diálogos sobre: controle de materiais estranhos nos ingredientes, medição e controle da oxidação, utilizando metagenômica e outras tecnologias para controlar agentes patogênicos como Salmonela, um novo recurso da internet para combater relatórios negativos e incorretos sobre graxaria e rações para pets e atualizações sobre regulações e mercado exportador.

Pela primeira vez na PFA, houve uma recepção patrocinada pelos  fornecedores na qual as empresas patrocinadoras tiveram oportunidade de fornecer informações sobre seus produtos e serviços em um formato social informal, enquanto novos e velhos membros da PFA continuaram a desenvolver novas e antigas relações.

O encontro começou com uma mesa redonda educacional sobre material estranho, moderada pelo consultor Dr. Billie Johnson. Entre os membros do painel, estavam Dr. Jarrod Kersey da Simmons Pet Foods, Dr. Ansen Pond da Pilgrim’s Pride, Dave Edmiston da Nestle-Purina PetCare e Tom Roling da Smithfield Foods.  O painel compartilhou os desafios na detecção e controle de material estranho nos ingredientes e rações para pets, métodos atuais que funcionam, análises de risco, assim como possíveis melhorias através do aprimoramento da comunicação, educação e tecnologia.

Dr. B.J. Bench da Tyson Foods apresentou aos participantes do encontro uma atualização sobre o progresso significativo do Grupo de Trabalho de Qualidade de Produto e Oxidação. Trouxe informações sobre uma sessão de laboratório do começo do ano, na qual mais de 30 especialistas em oxidação se uniram para fazer testes em um meio ambiente definido, para comparar resultados de vários diferentes métodos em vários produtos da graxaria. O trabalho mostrou que uma variação excessiva pode facilmente confundir a interpretação dos resultados e que procedimentos cuidadosos podem reduzir a variabilidade. Depois que a análise estiver completa, Bench publicará os resultados que poderão levar a novas recomendações na medição de oxidação e outros fatores que poderão melhorar a vida útil da ração para pets. Dra. Lili Towa da AlphaMos também descreveu a disponibilidade de novos métodos para determinar o nível de oxidação de  produtos. O Grupo de Trabalho de Qualidade de Produto e Oxidação listou estes itens de progresso nas prioridades de 2019  e nos planos de ação para o futuro:

* Líderes receberam mais de 50 respostas para uma pesquisa de método de amostragem de oxidação de gordura que proverá informações que serão uma base de recomendações para melhorias.

* O grupo redesenhará e relançará uma pesquisa de métodos de amostragem para produtos secos.

* O grupo pretende desenvolver uma base de dados alojada na nuvem para compartilhamento de resultados de estudos de oxidação.

* Os esforços deste grupo continuarão e membros adicionais são necessários para ajudar a identificar o trabalho necessário em áreas prioritárias.

Como parte do progresso relatado pelo Grupo de Trabalho de Sustentabilidade e Percepção do Consumidor, Sarah Hubler da Collings Nutrition Solutions apresentou uma atualização sobre “MoKnows” , um esforço que será lançado em breve para combater a falta de informações verossímeis e a desinformação sobre nutrição que leva os donos de pets a tomarem más decisões sobre os alimentos para pets  e seus ingredientes.

O objetivo desse novo site será se tornar o líder de pensamento e a principal influência para a nutrição de pets. A qualidade e o valor nutricional dos ingredientes é um assunto de grande carga emocional para muitos donos de pets que protegem muito suas mascotes. Mensagens de marketing e bloggers frequentemente convencem os donos de pets com informações que não são verdadeiras. Há comumente uma ideia generalizada de que as indústrias da graxaria e de ração para pets são movidas apenas pelo dinheiro e não pelo que é realmente o melhor para os pets.

Os ingredientes da graxaria são frequentemente mal entendidos e não são vistos como tendo uma garantia de qualidade confiável.  Esta nova fonte de informação para consumidores e veterinários será projetada e gerenciada por nutricionistas independentes de animais, não ligados a nenhuma empresa ou indústria, e que entendam a ciência da nutrição de animais e os ingredientes que contribuem para um pet saudável. PFA está encorajando e apoiando este projeto o tanto quanto possível, ao mesmo tempo em que respeita a sua independência para manter a credibilidade. O Grupo de Trabalho de Sustentabilidade e Percepção do Consumidor listou estes itens de progresso em 2019 e  prioridades e planos de ação para o futuro:

* Continuar a apoiar a plataforma do MoKnows.

* Planejar um curso introdutório curto para a primavera de 2020 tendo como alvo estudantes de graduação e incluindo tours de instalações de graxaria e ração para pets, assim como a formação de rede profissional de networking e exploração de carreiras.

* Trabalhar com as indústrias para criar um vídeo informativo sobre a produção da graxaria e de alimentos para pets.

* Desenvolver um banco de dados de bibliografia científica para graxaria e ração para pets que futuramente inclua informações sobre novos estudos econômicos e de sustentabilidade financiados por: Associação Nacional de Graxaria, Instituto de Ração para Pets e Associação Americana das Indústrias de Ração.

A ênfase da PFA em segurança alimentar continuou com uma atualização sobre regulamentação feita por Jenny Murphy do FDA que incluiu o progresso na implementação da Lei sobre Modernização da Segurança Alimentar, as prioridades da agência e as observações dela sobre as lacunas de investigação que serão necessárias para futuras análises de riscos. Dr. Stan Bailey da bioMeireux apresentou desenvolvimentos de novas estratégias de detecção de agentes patogênicos e Joe Heinzelmann da Neogen destacou oportunidades para o uso de padrões de metagenônica para melhorar estratégias de segurança alimentar nas indústrias da graxaria e de ração para pets. O Grupo de Trabalho de Segurança do Produto  e de Salmonela listou estes itens de progresso em 2019  e as prioridades e planos de ação para o futuro:

* Distribuir as conclusões de uma pesquisa sobre transporte de gorduras.

* Formular as melhores práticas para lavagem/limpeza de tanques de gordura e distribuir este novo material para as indústrias.

* Desenvolver vídeos para treinamento sobre de testes de segurança alimentar/mitigação de material estranho.

* Solicitar propostas de pesquisa para métodos rápidos de detecção de pentobarbital.

O público nas reuniões da PFA cresceu mais de 450% desde a primeira reunião. Mais de US$ 30.000 foram arrecadados nas taxas de inscrição na reunião de junho. Serão usados para financiar pesquisas identificadas como alta prioridade pela PFA.

Histórico

Em 2017, a Fundação de Pesquisas de Proteínas e Gorduras (FPRF) investiu em um acordo de cinco anos com a Universidade do Estado de Colorado (CSU) para coordenar a PFA. Os participantes foram processadores, fabricantes de ração para pets, fornecedores aliados e pesquisadores de todo o país.  O tamanho do grupo cresce após cada reunião, com cinco reuniões produtivas desde 2017. Estas reuniões tem sido um ótimo local para ser visto e ouvido por fornecedores e consumidores à medida que ambas as indústrias se preparam para o futuro.

A aliança é parte um esforço geral da indústria da graxaria para fortalecer as relações com a indústria de ração para pets e para garantir o lugar da graxaria neste sólido mercado em direção ao futuro, trabalhando em conjunto para resolver problemas comuns de política, procedimentos e pesquisa. A missão da aliança CSU/FPRF é aproximar os membros das indústrias da ração para pets, carne e graxaria com pesquisadores e fornecedores para desenvolver cooperativamente soluções programáveis para os desafios da indústria e identificar oportunidades para inovação, crescimento e realizações mútuas. O sucesso final da PFA dependerá desses pilares centrais:

* Unir membros das indústrias de ração para pets, carne e graxaria e seus fornecedores.

* Engajar e encorajar a participação ampla dos membros da indústria.

* Facilitar a pesquisa guiada pelo input da indústria para abordar os desafios reais do mundo da indústria.

* Estabelecer colaborações multidisciplinares com o meio acadêmico e com os negócios em todo o país.

* Engajar proativamente na construção da sustentabilidade da indústria em todos os esforços.

Desde o início da aliança, discussões sobre as necessidades comuns têm sido facilitadas por três grupos de trabalho: Salmonela e segurança do produto, oxidação e qualidade do produto e sustentabilidade e percepção do consumidor. Os grupos de trabalho são criados para obter opiniões e conhecimentos de todos os participantes. PFA acolhe os novos participantes e evoluirá e mudará suas prioridades e logística operacional de acordo com as necessidades.

Durante os dois primeiros anos, os grupos de trabalho desenvolveram vários itens que requerem ação, incluindo:

* Avaliar disparidades no conhecimento da indústria sobre as melhores práticas para o transporte de gordura entre as plantas de processamento e de ração para pets.

* Desenvolver ferramentas para treinar/educar os funcionários das fábricas sobre a prevenção da entrada de materiais estranhos no fluxo de alimentos.

* Pesquisas para melhor compreender os desafios na oxidação (i.e., questões de matriz, variações analíticas e interpretação de resultados).

* Validação de métodos para extrair consistentemente gorduras de farinhas para análise de oxidação.

* Comunicação e compartilhamento de informações permanentes entre as indústrias de graxaria e de ração para pets e outras aliadas.

* Desenvolver programas para jovens e de estágio para expor os jovens a oportunidades nas indústrias da graxaria, ração para pets e aliadas.

* Desenvolver estratégias para melhorar a percepção, entendimento e aceitação do consumidor sobre produtos da graxaria e alimentos para pets.


Fonte: PUBLICAÇÃO EXCLUSIVA DA REVISTA GRAXARIA – ED. SET/OUT 2019. PROIBIDO PUBLICAÇÃO TOTAL OU PARCIAL SEM AUTORIZAÇÃO DA EDITORA STILO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »