1 nov, 2019
por Daniel Geraldes
101
370

Ricardo Araújo Castilho – Safeeds

Safeeds – Inovação e a mais alta tecnologia para proporcionar uma alimentação segura e saudável.

Proporcionar uma nutrição animal segura e saudável. Com essa proposta surgiu a companhia paranaense Safeeds, que tem em seu nome a junção das palavras: Safe (seguro) e Feed (ração) e vem há mais de uma década desenvolvendo aditivos não antibióticos, bem como, programas que oferecem soluções para cada desafio de produção, proporcionando o equilíbrio necessário entre a nutrição e a proteção da ração, resultando em um melhor desempenho dos animais.

O grande diferencial da Safeeds, segundo a própria empresa, está na criação e na contínua capacitação de sua experiente equipe técnica, capaz de transformar os desafios dos clientes em soluções e programas de resultados, com total segurança. “Atendemos um nicho de mercado que busca a substitituição de antibióticos promotores de crescimento, por produtos naturais seguros, sem cotaminantes e sem perigo para a nutrição animal”, afirma o fundador, Diretor-Técnico e Presidente da Safeeds Aditivos para Nutrição Animal e nutricionista animal, Ricardo Araújo Castilho, que há 26 anos formula rações, promove consultoria internacional em nutrição animal e desenvolve soluções nutricionais e aditivos para a indústria de alimentos.

Os produtos Safeeds, validados no competitivo mercado brasileiro, também são muito bem recebidos no mercado internacional. Presente em cinco países, atendendo especialmente a América Latina, a iniciativa da empresa em produzir alimentos seguros, com inovação, alta tecnologia e voltados para o futuro, vem ao encontro da proposta de incentivo do Ministério da Indústria, Desenvolvimento e Comércio.

Em 2019, a empresa inaugurou um novo centro administrativo e complexo industrial, em Cascavel, no Paraná.

Os dois projetos foram desenvolvidos para atender com excelência e tecnologia um novo momento no agronegócio mundial e a busca incessante por alimentos mais saudáveis. Os empreendimentos, que incluem investimentos em infraestrutura e na implementação de novas tecnologias e busca de novos mercados, integram o projeto Inova Agro, do Ministério da Indústria, Comércio e Desenvolvimento, que incentiva a criação de parques tecnológicos para aditivos de produção animal e teve o apoio do BNDES.

O executivo Ricardo Araújo Castilho concedeu entrevista à Revista Graxaria Brasileira e falou sobre o posicionamento adotado pela empresa, o que a diferencia da concorrência e as expectativas quanto ao futuro.

Revista Graxaria Brasileira – Nos apresente a Safeeds.

Ricardo Araújo Castilho – Somos uma empresa brasileira e iniciamos nossas atividades há 15 anos com o propósito de aliar ciência e tecnologia, levando segurança à cadeia de produção de alimentos para animais, por meio da importação de aditivos sem contaminantes. Em 2013 inauguramos uma unidade fabril em Cascavel (PR) voltada à produção de aditivos, tendo todos os processos e produtos certificados pelas Boas Práticas de Fabricação (BPF). Então, partimos para a expansão e internacionalização da produção e serviços, exportando adsorventes, enzimas, palatabilizantes, aromas, adoçantes, entre outros, voltados à produção de proteína animal. O nome Safeeds vem da junção das palavras em inglês: Safe (seguro) e Feed (ração), ou seja, ração segura.

Revista Graxaria Brasileira – Ao longo destes quinze anos quais foram as principais evoluções obtidas nas soluções desenvolvidas pela empresa?

Ricardo Araújo Castilho – Seguindo a tendência mundial de uma alimentação animal sem antibióticos, em 2014, desenvolvemos uma nova aplicação, em cápsulas, para os produtos da linha de ácidos orgânicos e óleos essenciais, que resultou em um programa inovador de combate à salmonella, sem uso de antibióticos.

Dois anos depois adquirimos a empresa NewTech Agroindustrial Ltda, que representou um importante marco para a Safeeds, com ampliação de produção e a entrada no segmento de conservantes líquidos como antioxidantes, acidificantes, antifúngicos hidratantes e antisalmonellas, proporcionando soluções abrangentes e complementares à nossa linha de atuação, sem o uso de antibióticos, oferecendo eficiência, sustentabilidade e rentabilidade aos clientes. O êxito alcançado ao longo dos anos colocou a Safeeds numa posição de destaque no mercado de aditivos. O nível de conhecimento tecnológico, somado aos produtos e serviços inovadores, sempre com ética e criatividade, foram fundamentais para a expansão da empresa.

Revista Graxaria Brasileira – Qual é a estrutura de produção da Safeeds e as ações tomadas visando o controle de qualidade?

Ricardo Araújo Castilho – Contamos com duas fábricas: uma para a produção de aditivos sólidos e outra para líquidos.

A unidade para aditivos sólidos tem capacidade produtiva de 1.600 toneladas por mês, o que equivale a 72 toneladas de aditivos/dia e atualmente produz mais de 70 produtos não antibióticos, como adsorventes, edulcorantes, hidratantes, blends enzimáticos, aromas e palatabilizantes.

São doze salas climatizadas que separam cada etapa de produção para garantir a máxima segurança dos produtos fabricados. Os equipamentos utilizados são lavados ao término de cada produção, garantindo a isenção total de contaminação cruzada. Um exemplo é quando o ingrediente é líquido e envolve a combinação entre líquidos e sólidos, contamos com um equipamento específico para garantir uma excelente uniformidade e padrão de qualidade para inclusão de alta quantidade de líquidos em pó, pensando na máxima garantia de não contaminação. Também contamos com linhas independentes de ensaque e de produtos fracionados, sempre com a ação do Controle de Qualidade, que coleta amostras de cada lote para análises de monitoramento e arquivamento de contraprovas.

A unidade de aditivos líquidos faz parte de um complexo moderno e seguro para a produção de antisalmonellas, antioxidantes, antifúngicos, acidificantes e palatabilizantes. Com uma produção automatizada e sob a supervisão de engenheiros químicos, a síntese de produtos é feita por oito diferentes reatores, escolhidos de acordo com cada aditivo. Os tanques de matérias-primas, com linhas exclusivas para cada produto, garantem a segurança entre os diferentes ingredientes.

A capacidade de produção de até 9.000 toneladas de aditivos líquidos por mês, foi planejada com um conceito de qualidade total. Após produzidos os produtos são transferidos através de linhas individuais para tanques de armazenamento de produtos acabados ou envasados em embalagens específicas, estando prontos para serem expedidos através da noss frota de caminhões.

Temos capacidade de atender prontamente os clientes no Brasil e exterior. Preocupama-nos com a segurança em todos os aspectos para os clientes e, cientes de nossa responsabilidade com a sociedade, temos o suporte de uma seguradora preparada para atender emergências em todo o território nacional, 24 horas por dia, sete dias por semana.

Revista Graxaria Brasileira – Qual é o propósito de atuação da empresa? 

Ricardo Araújo Castilho – O nosso propósito é oferecer aditivos que auxiliem no equilíbrio necessário entre nutrição, proteção da ração, do animal e melhor digestibilidade, resultando em um ótimo desempenho dos animais. Foi assim que idealizamos desde o início a Safeeds e conseguimos imprimir em nosso nome esse propósito. É a nossa essência. Temos como lema que uma ração segura começa sempre com Safeeds.

Revista Graxaria Brasileira – O que diferencia a atuação da Safeeds? 

Ricardo Araújo Castilho – O nosso grande diferencial é a criação e a contínua capacitação de uma equipe técnica experiente, capaz de transformar os desafios dos nossos clientes em soluções e programas de resultados, com total segurança. Testamos diariamente nossos aditivos com o devido rigor científico, utilizando para isso o apoio de mais de 40 instituições de pesquisas públicas, privadas e universidades que auxiliam no aprimoramento das tecnologias e aplicações em nutrição e sanidade animal. Somos líderes no mercado de aditivos não antibióticos e qualificados para elaborar projetos AGP Free – de produção livre de antibióticos promotores de crescimento –, graças à segurança dos nossos produtos e da nossa indústria.

Revista Graxaria Brasileira – Quais são os aditivos oferecidos e os mercados atendidos?

Ricardo Araújo Castilho – A Safeeds é uma empresa especializada no desenvolvimento, produção e distribuição de aditivos para nutrição animal de aves, suínos, bovinos, equinos, peixes e pets. Além de atender a diferentes espécies animais, contamos com uma variada gama de produtos como adsorventes, antisalmonellas, antioxidantes, antifúngicos, acidificantes, edulcorantes, hidratantes, blends enzimáticos, aromas e palatabilizantes. Distribuímos nossos produtos em todo Brasil e no exterior, atendendo especialmente a América Latina. A nossa proposta é produzir aditivos com inovação, alta tecnologia e voltados para o futuro, auxiliando na produção de alimentos cada vez mais seguros.


Revista Graxaria Brasileira – Se tivesse que destacar uma solução carro-chefe, qual seria?

Ricardo Araújo Castilho – O ProSafe para o controle de salmonella é, sem dúvida, um dos nossos destaques, pois traz muitos benefícios e segurança ao produtor de alimentos, se estendendo aos consumidores de produtos de origem animal.

O nosso programa no combate à salmonella contempla abordagens ao problema de contaminação em múltiplas frentes: na indústria de subprodutos, nas instalações, na descontaminação das rações, na descontaminação da água e, principalmente, no equilíbrio da microflora gastrintestinal dos animais, utilizando análises e monitoramento detalhado realizado pela equipe técnica ProSafe.

Para o sucesso do programa são feitas pesquisas de campo e análises laboratoriais onde podemos realizar a aplicação de produtos para cada necessidade, envolvendo diferentes abordagens.

O programa ProSafe de controle de salmonella se destaca pela importância, já que nos últimos tempos, com receio da contaminação, diversos frigoríficos brasileiros foram proibidos de exportar frango para a Europa. Conhecemos a necessidade de combater essa contaminação e investimos no desenvolvimento de soluções para que os produtores controlem a salmonella de maneira eficiente.

Contamos com o único programa para o controle de salmonella, validado, sem utilizar nenhum antibiótico. Temos um conjunto de seis programas que tratam de: controle de salmonella; conservação de alimentos e matérias-primas, micotoxinas, digestibilidade monogástricos; digestibilidade ruminantes e consumo de alimentos.

Revista Graxaria Brasileira – O que pode ser dito sobre as tendências quando falamos em aditivos?

Ricardo Araújo Castilho – A tendência é a substitituição de antibióticos promotores de crescimento por produtos naturais seguros, sem cotaminantes ou qualquer tipo de perigo para a nutrição animal e humana.

Esta tendência é reforçada por duas importantes demandas: dos consumidores em busca de produtos cada vez mais naturais, rastreáveis, sem contaminantes e sem o uso de aditivos considerados nocivos ou perigosos; e pelas autoridades já que cada vez mais os antibióticos são considerados perigosos e com uso condenado, restrito e/ou proibido pelas legislações.

Revista Graxaria Brasileira – Na produção ou no desenvolvimento dos aditivos, quais foram os principais avanços obtidos?

Ricardo Araújo Castilho – O Brasil é um dos maiores produtores de carnes do mundo, sendo o maior exportador deste alimento e tendo a terceira maior produção de ração para o segmento. Os índices de produtividades zootécnicos do Brasil estão entre os melhores do ranking mundial e esta cadeia exige aditivos compatíveis com este desempenho.

Os nossos aditivos produzidos com a colaboração dos institutos de pesquisa parceiros estão inseridos neste contexto de competitividade da produção brasileira, sempre com inovações e em busca da perfeita harmonia com as exigências mercadológicas.

Revista Graxaria Brasileira – Há dificuldades em atuar no mercado de aditivos? Como a empresa lida com essas questões?

Ricardo Araújo Castilho – Por trabalharmos com alta tecnologia, nosso grande desafio está exatamente aí e a correta aplicabilidade nas indústrias para que seja obtido o máximo e relevante desempenho. Para tanto, investimos constantemente em nossos profissionais de forma que exponham em números, os excelentes resultados alcançados com os produtos Safeeds.

Revista Graxaria Brasileira – Como a empresa se atualiza e onde busca referências para desenvolver as suas soluções?

Ricardo Araújo Castilho – Somos hoje a empresa brasileira líder no mercado de aditivos não antibióticos e a mais qualificada para elaborar projetos AGP Free. O intercâmbio internacional, os investimentos em pesquisa em instituições como universidades e centros de pesquisas com a busca incessante por uma alimentação mais segura e saudável nos motiva cada dia mais a buscar soluções eficientes para o segmento.

Revista Graxaria Brasileira – Recentemente foram realizados investimentos?

Ricardo Araújo Castilho – A Safeeds está em constante transformação e evolução, tendo recentemente inaugurado o novo complexo industrial e o novo centro administrativo em uma área de 110 mil metros quadrados, no oeste do Paraná, com projeção para novas expansões, que devem ocorrer em breve.

Além das mais importantes certificações de qualidade e produzindo produtos registrados pelo Ministério da Agricultura, contamos com o sistema modelo de tecnologia de informação (SAP).

Os investimento, que nesta etapa totalizaram 45 milhões de reais, visam a produção no Brasil, com custos brasileiros, logística ágil, de qualidade e uma oferta ampla de produtos.

Revista Graxaria Brasileira – Para os próximos anos, quais os objetivos e planos da empresa?

Ricardo Araújo Castilho – Desejamos que a produção animal cresça de forma sustentável, segura e com transparência. É por isso que trabalhamos diariamente no desenvolvimento de aditivos que melhorem a performance, que deem os melhores resultados zootécnicos e financeiros, que promovam o desenvolvimento animal com bem-estar e, principalmente, que atendam o desejo do mundo por um alimento mais saudável. A Safeeds vai continuar investindo um percentual significante de seu faturamento em pesquisas próprias, para criação de novos aditivos e, também, em validação de soluções já registradas. Nós acreditamos que a saúde para o futuro está em nossos aditivos.

PUBLICAÇÃO EXCLUSIVA REVISTA RECICLAGEM ANIMAL – GRAXARIA BRASILEIRA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »