16 mar, 2018
por Daniel Geraldes
43
21099

Saiba como controlar o odor em frigoríficos

Com a elevada demanda por alimentos, sejam eles de origem vegetal ou animal, a necessidade de produção também vem crescendo e se modernizando. Porém, esse crescimento não traz somente um saldo positivo. Entre as desvantagens desse aumento do consumo de alimentos podemos citar os impactos causados pelo odor emitido em frigoríficos.

Devido ao elevado nível de putrescimento das carnes, os frigoríficos possuem um mau cheiro característico e que causa problemas – ambientais e físicos.

Por isso, é necessário que se tomem medidas adequadas para controlar o odor nesses locais e evitar que os procedimentos neles realizados causem grandes prejuízos.

Quer saber como é possível controlar o odor em frigoríficos? Então continue a ler nosso post!

Quais são os malefícios do mau cheiro dos frigoríficos?
São inúmeros! Podemos começar citando os problemas enfrentados pelas pessoas que trabalham nesses locais ou moram próximos a eles. Como o odor produzidos nos frigoríficos está associado a decomposição da carne, ele é característico e desagradável, e quando inalado produz reações desagradáveis, como náuseas.

Além disso, em procedimentos dessas empresas, são utilizados produtos químicos que reagem com a carne e tornam o mau cheiro mais elevado – em alguns casos ele pode ser tóxico para o organismo humano.

O odor em frigoríficos gera também problemas atmosféricos – em especial devido aos gases lançados durante os procedimentos industriais. Alguns desses gases, como o dióxido de carbono, podem aumentar o efeito estufa na atmosfera e desencadear outros problemas para o meio ambiente.

Os frigoríficos podem causar outros impactos ambientais?
Infelizmente sim! Alguns procedimentos realizados nos frigoríficos causam problemas ambientais, além dos atmosféricos que já citamos, e devem ser controlados. Como exemplo podemos citar a poluição de efluentes. O processamento de abate das carnes faz com que sejam gerados resíduos diariamente. Quando lançados em efluentes sem tratamento, esses rejeitos provocam impactos desastrosos, como a morte de animais, comprometimento da área poluída e até mesmo riscos à saúde pública.

Portanto, é extremamente importante que os gestores de frigoríficos adotem medidas para o tratamento dos rejeitos antes que eles sejam lançados nos efluentes. Além de evitar multas – a legislação brasileira regula o descarte de rejeitos – os frigoríficos podem fazer o reuso da água tratada, para a lavagem de áreas externas, por exemplo.

Existem soluções para o controle do odor emitido pelos frigoríficos?
Sim! Existem várias medidas que podem ser adotadas pelos gestores de frigoríficos para tratar o mau cheiro. E o tratamento do odor é extremamente importante! Diversas empresas já receberam multas ou até mesmo foram fechadas devido à falta de controle do mau cheiro.

Existem soluções para o tratamento do odor emitido pelos frigoríficos. A aplicação em lavador de gases é indicada para todos os processos industriais e traz resultados satisfatórios. Esse procedimento utiliza neutralizadores para os principais compostos geradores de odor. O produto atrai as moléculas que causam o mau cheiro e as neutraliza, transformando-as em substâncias inodoras e inofensivas. O sistema de aplicação é feito nos dutos de exaustão, o que garante total eficiência.

O controle do odor em frigoríficos é extremamente importante e não deve ser ignorado pelos gestores. Além de evitar problemas financeiros, a empresa estará ajudando o meio ambiente!

Gostou das nossas dicas sobre como controlar o odor em frigoríficos?

Fonte: Dux Controle de Odores
Maiores Informações: , http://www.duxcontroledeodores.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »