6 mar, 2018
por Daniel Geraldes
43
6561

Sobre resultados da Operação Trapaça, ABPA reforça: “não há riscos”

Investigação abrange apenas patógeno que é destruído no cozimento.

Diante do anúncio da deflagração da Operação Trapaça, 3ª fase da Operação Carne Fraca, que investiga fraudes relacionadas à contaminação das aves por agentes patógenos da Salmonella spp acima daqueles permitidos pela legislação sanitária vigente, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA, São Paulo/SP) vem a público esclarecer alguns fatos.

Ao consumidor, a entidade explica: não há riscos! “A investigação se relaciona com as análises de presença do grupo de Salmonella spp, que é destruída durante o cozimento dos alimentos”, anuncia o comunicado oficial da associação.

A ABPA ainda informa que apoia as investigações em relação às possíveis fraudes em análises laboratoriais pontuadas na operação e que, como nas etapas anteriores, em nome de toda a cadeia produtiva, a associação defende o correto levantamento de problemas e a exemplar punição aos envolvidos.

“É importante, entretanto, que os erros do passado não se tornem recorrentes: são situações ainda em investigação e pontuais, não uma situação generalizada. Os fatos que agora ganham notoriedade já vêm sendo amplamente investigados e resolvidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Brasília/DF), conforme informado pela própria pasta ministerial”, diz a nota.

Ao mesmo tempo, a ABPA faz questão de ressaltar o esforço contínuo do poder público e da iniciativa privada pela transparência no processo produtivo. Programas de compliance foram estruturados e aplicados pelas diversas organizações envolvidas, como é o caso do Programa Agro Mais Integridade, finaliza o comunicado.

Fonte: ABPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Graxaria
  • Óleos e Gorduras
  • Pet Food
  • Aqua Feed
  • Animal Feed
  • Espuma
Aguarde...

Cadastre-se

Aguarde...

Esqueci minha senha

Aguarde...
Translate »